Cannes | Chloe Sevigny conta que já perdeu papeis por recusar avanços sexuais de diretores

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Chloe Sevigny, atriz conhecida por seus papeis em Kids, Meninos Não Choram (pelo qual foi indicada ao Oscar) e American Horror Story, contou em um debate em Cannes que três diretores famosos já “passaram dos limites” com ela durante reuniões e testes.

Cannes | Shia LeBeouf dança Rihanna em primeiro destaque do festival

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu já fui abordada com a conversa do ‘o que você vai fazer depois disso?’”, contou a atriz, que não citou nomes. “E aquela outra do ‘por que não saímos juntos e eu te compro algumas roupas’. Já passaram absolutamente dos limites”.

Um outro diretor a aconselhou a mostrar mais o corpo em cenas de nudez enquanto Chloe “ainda era jovem o bastante para isso”. Sevigny ficou conhecida após atuar em Kids, filme sexualmente explícito do diretor Larry Clark sobre adolescentes, aos 18 anos.

Cannes | “Não tenho nada de bom pra dizer de Woody Allen”, diz Susan Sarandon

Sevigny disse que nunca cedeu a esses avanços sexuais de tais diretores, e que nas três vezes citadas ela acabou perdendo o papel. “Eu diria que isso é Hollywood. Foi abuso sexual? É uma linha bem complicada de definir”, completou.

Sevigny disse no entanto que, para jovens atrizes, ceder aos avanços de cineastas famosos pode parecer um caminho atrativo para o estrelato – “Mas eu espero sinceramente que elas não façam isso”, aconselhou.

Cannes | Atores brasileiros protestam contra impeachment em estreia

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio