Capitão América: Guerra Civil | “É meio deprimente”, diz ator sobre interpretar o Soldado Invernal

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator Sebastian Stan, que interpreta Bucky Barnes/Soldado Invernal em Capitão Améria: Guerra Civil, conversou com o The Daily Beast sobre a forma como seu personagem processa as emoções que sente por Steve Rogers, o Capitão América.

“Eu não acho que ele saiba como expressar essas emoções”, começou Stan. “É como no filme Taxi Driver. Ele é alguém muito solitário, é meio deprimente! Ele é alguém que está recolhendo os cacos e tentando construir uma vida, e lidando com estresse pós-traumático. Ele é paranoico, porque não sabe se está sendo seguido ou vigiado. Ele não confia nem em si mesmo, porque está ouvindo falar de todas as coisas que fez, e das quais não se lembra. Ele é como um animal assustado, está completamente perdido. O que ele descobre é que Steve Rogers é sua única esperança, o único cara que o quer manter vivo”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

E por que essa afeição toda entre Steve e Bucky? “Bucky é a única família que ele tem, é claro. Esses caras tem 100 anos de idade!”, disse o ator. “Eles são dois caras que vêm de um mundo diferente, cujo passado foi arrancado deles, e eles não tem ninguém. Eles não tiveram escolha, de certa forma, Bucky certamente não teve”.

O Daily Beasts ainda mostrou para Stan algumas fanarts em que Bucky e Steve são mostrado como “mais que só amigos”. Sorrindo, o ator respondeu: “As artes são muito bacanas. Ei, cara, as pessoas vão ao cinema com todo tipo de visão sobre o filme”.

Diretor de Guerra Civil fala sobre relação de Peter e Tony Stark no filme solo

Capitão América: Guerra Civil conquistou US$ 181,8 milhões em sua estreia nos EUA, neste fim de semana, se tornando a quinta maior abertura doméstica de todos os tempos. Com os US$ 496,6 milhões no mercado internacional, o filme chegou a impressionantes US$ 678,4 milhões pelo mundo em sua segunda semana de exibição.

Especial | Tudo o que você precisa saber sobre Guerra Civil

Capitão América 3 começa onde Vingadores: Era de Ultron parou, com Steve Rogers liderando a nova equipe dos Vingadores em seus esforços contínuos para proteger a humanidade. Depois que outro incidente internacional envolvendo os Vingadores causa danos colaterais, o aumento da pressão política resulta na instalação de um sistema de responsabilidade e um conselho governamental para determinar quando solicitar os serviços da equipe.

Quando o governo então cria um órgão para supervisionar os Vingadores, o super time de heróis se divide em dois. Um liderado por Steve Rogers e seu desejo em manter os Vingadores livres para defender a humanidade sem interferência do governo, e o outro que segue a surpreendente decisão de Tony Stark em apoiar o governo na fiscalização de seus atos. Enquanto a equipe está fragmentada, surge um novo e nefasto vilão.

Crítica 2 | Crítica 1

Saiba curiosidades sobre o filme

O elenco traz Chris Evans como Capitão América, Robert Downey Jr como Homem de Ferro, Tom Holland como Homem-Aranha, Frank Grillo como o vilão Ossos Cruzados, Chadwick Boseman como Pantera Negra, Scarlett Johansson como Viúva Negra, Sebastian Stan como Soldado Invernal, Anthony Mackie como Falcão, Jeremy Renner como Gavião Arqueiro, Elizabeth Olsen como Feiticeira Escarlate, Daniel Brühl como Barão Zemo, Emily VanCamp como Agente 13, Don Cheadle como Jim Rhodes/Máquina de Combate, Paul Bettany como Visão, Paul Rudd como Homem-Formiga, William Hurt como General Ross e Martin Freeman.

Artigo | O que o conflito significa para o universo Marvel?

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio