Publicidade

Festival de Cannes | Woody Allen responde à piada sobre acusações de estupro

Publicado por Caio Coletti

12/05/2016 14:31

Durante a cerimônia de abertura do Festival de Cannes 2016, que aconteceu ontem, uma piada do mestre de cerimônias Laurent Lafitte causou choque na plateia por fazer referência às acusações de estupro contra Woody Allen, diretor do filme que abriu o festival, Café Society.

Woody Allen escalou Miley Cyrus graças à performance em Hannah Montana

Lafitte agradeceu Allen por filmar tantos filmes na Europa nos últimos anos, mesmo que não tenha sido porque ele foi condenado por estupro nos EUA, como é o caso do diretor Roman Polanski (O Pianista). A piada fez referência ao fato de Polanski não poder pisar em solo americano por conta de uma acusação de abuso sexual de menores, ao passo que Allen, que foi acusado pela fila do diretor, Dylan Farrow, nunca foi levado à julgamento.

“Eu sou completamente a favor de comediantes fazerem as piadas que eles quiserem”, disse Allen à Vanity Fair sobre o assunto. “Eu não julgo e não censuro piadas. Sou um comediante e sinto que comediantes deveriam se sentir livres para fazerem as piadas que quiserem. Precisaria bem mais do que isso para me ofender”.

O diretor ainda respondeu à revista sobre a coluna escrita pelo filho Ronan Farrow no The Hollywood Reporter. No texto (leia aqui), Farrow acusa a imprensa de não levar a sério as acusações de Dylan e diz acreditar na irmã. Allen diz não ter lido a coluna.

“Uma das melhores atrizes da atualidade”, diz Woody Allen sobre Kristen Stewart

“Eu nunca leio nada sobre mim, essas entrevistas, esses artigos”, disse o cineasta. “Eu já disse tudo o que eu tinha para dizer sobre o assunto. Eu já segui adiante. Eu nunca penso sobre isso. Eu trabalho. Eu já disse que não vou mais comentar sobre isso. Eu nunca leio o que é dito sobre mim ou os reviews dos meus filmes, nunca leio nada porque é muito fácil acabar obcecado por si mesmo se isso acontece”.

Publicidade