Guerra Civil inicia temporada de blockbusters do verão americano; veja 19 filmes imperdíveis

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Retornos de velhos favoritos, reanimações de franquias que nem sonhávamos que veríamos de novo, adaptações de livros, vídeogames e quadrinhos… e pouquíssimas ideias realmente originais (não estamos reclamando, só notando). A temporada de verão do cinema americano deu seu pontapé inicial com Capitão América: Guerra Civil, e os primeiros relatórios de bilheteria o colocam como a segunda maior estreia da Marvel em territórios fora dos EUA (onde o filme só estreia no próximo dia 06), atrás apenas de Vingadores: Era de Ultron.

Agora, com o mês de Maio a nossa frente, vamos ver quem é que vai dominar o imaginário do público e o primeiro lugar das bilheterias nos próximos meses? Hollywood está preparada para uma festa de aventuras, filmes de super-heróis, ficções científicas e até um ou dois thrillers conceituais. E você, está pronto? Aqui vai um guia de tudo o que você não pode perder nos próximos meses – as datas de estreias são brasileiras:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

X-Men: Apocalipse (19 de maio)

Apesar da maquiagem não muito amedrontadora de Oscar Isaac (Star Wars: O Despertar da Força) como o vilão Apocalipse, parece que o lendário vilão dos quadrinhos dos mutantes vai chegar para abalar o universo em que Professor Xavier e companhia se localizam. X-Men: Apocalipse é vendido como o final da trilogia essencial que conta a história das versões mais jovens dos personagens que conhecemos desde X-Men: O Filme (2000). Depois de resolver todas as loucuras temporais no filme anterior, Dias de um Futuro Esquecido (2014), o diretor Bryan Singer (Superman – O Retorno) agora pode se divertir nos apresentando mais mutantes, trazendo uma ameaça muito real à tona, e transitando belamente, como sempre, pela filosofia do universo dos X-Men.

O roteiro é de Simon Kinberg (Sherlock Holmes), e o elenco mistura veteranos da franquia e estreantes: Jennifer Lawrence (Mística), Olivia Munn (Psylocke), Sophie Turner (Jean Grey), Rose Byrne (Moira MacTaggert), Nicholas Hoult (Fera), James McAvoy (Xavier), Michael Fassbender (Magneto), Evan Peters (Mercúrio), Hugh Jackman (Wolverine), Tye Sheridan (Ciclope), Alexandra Shipp (Tempestade), Kodi Smit-McPhee (Noturno), Lucas Till (Destrutor), Ben Hardy (Anjo) e Josh Helman (General Stryker) estão na lista.

Os filmes da franquia X-Men já fizeram mais de US$3 bilhões mundialmente. O último da série principal, X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, é o mais lucrativo, tendo feito US$747 milhões.

Alice Através do Espelho (26 de maio)

Johnny Depp está de volta como o Chapeleiro Maluco, e ainda é o foco de todas as campanhas publicitárias para o filme, mesmo que a protagonista também seja a mesma do primeiro filme: Mia Wasikowska, que desde 2010 se tornou uma estrela de primeira grandeza com papéis como Jane Eyre, Segredos de Sangue e A Colina Escarlate. Ela retorna como Alice, que acorda repentinamente no País das Maravilhas e precisa impedir um plano do vilão da vez, um semi-Deus conhecido como Tempo (Sacha Baron Cohen, o Borat).

Linda Woolverton (Malévola) retornou para escrever o roteiro, mas Tim Burton perdeu a cadeira de direção para James Bobin (Os Muppets). Além de Depp e Wasikowska, boa parte do elenco está de volta: Helena Bonham Carter (Rainha de Copas), Alan Rickman (como a voz da Lagarta Azul), Michael Sheen (Coelho Branco), Stephen Fry (Gato de Cheshire), Timothy Spall (Bayard, o Cão) e Matt Lucas (Tweedledee/Tweedledum) se juntam aos recém-chegados Andrew Scott (o Moriarty de Sherlock), Rhys Ifans (O Espetacular Homem-Aranha), Ed Speelers (Eragon) e Frances de la Tour (Vicious).

O primeiro Alice no País das Maravilhas é um dos 24 filmes na história a ultrapassar a marca de US$1 bilhão mundialmente.

As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras (2 de junho)

O sucesso do reboot de 2014 levou a uma rápida continuação, dirigida por Dave Green (Terra para Echo). O novo diretor parece ter um amor maior pelo clássico desenho animado dos personagens dos anos 90, uma vez que o filme traz a introdução de personagens clássicos como o vilão Kraang (voz de Fred Armisen, de Portlandia) e seus capangas Bebop e Rocksteady. Essas são as ameadas que o quarteto Michelangelo, Donatello, Raphael e Leonardo tem que enfrentar, dessa vez com a ajuda do vigilante urbano Casey Jones (Stephen Amell, de Arrow).

Megan Fox (Transformers) e Will Arnett (BoJack Horseman) também estão de volta, e junto a eles chegam a modelo brasileira Alessandra Ambrosio, Laura Linney (The Big C) e Tyler Perry (Garota Exemplar). O roteiro é da mesma dupla do primeiro filme, André Nemec e Josh Appelbaum, responsáveis também pela série Zoo, da CBS.

O primeiro filme das Tartarugas arrecadou US$500 milhões ao redor do mundo.

Dois Caras Legais (2 de junho)

A dupla explosiva de Ryan Gosling (Drive) e Russell Crowe (Gladiador) promete uma química interessante como dois investigadores que topam com o caso do suicídio de um astro pornô na Los Angeles dos anos 70. O filme é o novo projeto de Shane Black, diretor e roteirista que ficou conhecido pelo trabalho em Homem de Ferro 3, mas antes fez o excelente Beijos e Tiros, também com Robert Downey Jr, e assinou o roteiro de todos os filmes da série Máquina Mortífera – então espere muita ação e humor afiado em Dois Caras Legais.

Dois Caras Legais é escrito por Black com a ajuda de Anthony Bagarazzi, estreante atualmente trabalhando na adaptação do anime Death Note. O elenco estrelado é preenchido por Matt Bomer (American Horror Story), Kim Basinger (Batman), Keith David (Community), Hannibal Buress (Broad City) e Ty Simpkins (Jurassic World).

Invocação do Mal 2 (9 de junho)

A beleza de Invocação do Mal como franquia é que o filme não precisa ter nada em comum com o primeiro a não ser os protagonistas, Lorraine & Ed Warren, um casal (da vida real) de investigadores sobrenaturais. As aventuras macabras da dupla continuam nessa continuação para o filme de 2013, que se passa alguns anos depois do primeiro filme, mas ainda na década de 70 – dessa vez, Lorraine e Ed, mais uma vez interpretados por Vera Farmiga (Bates Motel) e Patrick Wilson (Watchmen), vão até uma mãe solteira que tenta criar quatro filhos em meio a uma casa assombrada por espíritos malignos.

O diretor James Wan (Jogos Mortais) está de volta, assim como a dupla de roteiristas Carey & Chad Hayes, que ganhou a ajuda de David Leslie Johnson (A Órfã) nessa continuação. O elenco é completado por David Thewlis (Harry Potter), Franka Potente (A Identidade Bourne), Frances O’Connor (The Missing) e Maria Doyle Kennedy (Orphan Black).

O primeiro filme arrecadou mais de US$300 milhões ao redor do mundo.

Truque de Mestre 2 (9 de junho)

Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse não vão aparecer só no novo filme dos X-Men nessa temporada – eles também estão de volta em Truque de Mestre 2, continuação do filme de 2013 estrelado pela trupe de mágicos/trapaceiros que se denomina com esse pomposo título. Na nova trama, o grupo de prodígios encontra um oponente a altura na pele de Walter (Daniel Radcliffe, o próprio Harry Potter), que os desafia a realizar o golpe mais corajoso da carreira do grupo até agora. Jon M. Chu (G.I. Joe: Retaliação) assume a carreira de diretor, com Ed Solomon retornando no comando do roteiro.

O elenco traz de volta Jesse Eisenberg (A Rede Social), Morgan Freeman (Seven), Mark Ruffalo (Os Vingadores), Dave Franco (Vizinhos) e Woody Harrelson (Jogos Vorazes). Entre os novatos nesse universo, conte com a presença de Lizzy Caplan (Masters of Sex), Sanaa Lathan (Alien vs Predador), Jay Chou (O Besouro Verde) e Henry Lloyd-Hughes (Madame Bovary).

O primeiro filme fez US$351 milhões mundialmente.

Warcraft (9 de junho)

Adaptado de um ultra-popular jogo on-line, Warcraft aposta no apelo da marca para os nerds, e no apelo do gênero da fantasia para o resto do público, para dar certo. A trama vê dois reinos em guerra: um, humano, e o outro, povoado por uma raça de orcs guerreiros. Quando o habitat desses últimos começa a definhar, eles encontram um portal para o reino humano de Azeroth e decidem guerrear e colonizar esse novo território.

O diretor Duncan Jones (Lunar) também escreveu o roteiro, ao lado de Charles Leavitt (Diamante de Sangue). Travis Fimmel (Vikings), Paula Patton (Missão: Impossível – Protocolo Fantasma), Ben Foster (Horas Decisivas), Clancy Brown (Um Sonho de Liberdade), Dominic Cooper (Capitão América: O Primeiro Vingador) e Toby Kebbell (Quarteto Fantástico) compõem o elenco. Apesar dos orcs serem interpretados por atores em captura de performance, o time do filme de fato produziu as armas e escudos dos guerreiros, a fim de que os animadores usassem os objetos de referência visual.

Vizinhos 2 (16 de junho)

A continuação da comédia de 2014 chega com uma premissa invertida, de certa forma: ao invés de uma irmandade de garotos em idade universitária infernizando a vida do casal formado por Seth Rogen (A Entrevista) e Rose Byrne (X-Men: Primeira Classe), agora é a vez de uma sororidade, a versão feminina das irmandades universitárias, se mudar para a casa ao lado. Para ajudar o casal a expulsar as garotas de lá, os personagens de Zac Efron (Tirando o Atraso) e Dave Franco (Truque de Mestre) viram a casaca.

O diretor Nicholas Stoller (Ressaca de Amor) está de volta, assim como os roteiristas do filme original, que dessa vez ganharam a assistência de Rogen no script. Chloe Grace Moretz (Kick-Ass), Selena Gomez (Spring Breakers), Lisa Kudrow (Friends), Kiersey Clemons (Um Deslize Perigoso), Hannibal Buress (Broad City), LL Cool J (NCIS: Los Angeles) e Ciara Bravo (Red Band Society) completam o elenco.

O primeiro Vizinhos fez em torno de US$300 milhões mundialmente, ótimo resultado para o filme, de baixo orçamento.

Independence Day: O Ressurgimento (23 de junho)

Nós sabíamos que os alienígenas iam voltar eventualmente. Só precisou Hollywood entrar forte na onda da nostalgia de potenciais franquias abandonadas dos anos 90 para que, 20 anos depois do filme original, Independence Day ressurgisse das cinzas para uma continuação. Quase todo mundo está de volta no novo filme, com a exceção notável de Will Smith – quando os alienígenas voltam a atacar a Terra, estamos um pouco mais preparados do que a última vez, devido a um programa de segurança planejado nesses anos que se passaram, mas a luta ainda é boa, e em escala global.

Roland Emmerich (O Dia Depois de Amanhã), o maestro da destruição, volta a cadeira de diretor, com um roteiro do estreante Carter Blanchard. Retornando do primeiro filme estão Jeff Goldblum (Jurassic Park), Bill Pullman (O Protetor), Vivica A. Fox (Kill Bill), Brent Spiner (Star Trek: A Nova Geração) e Judd Hirsch (Sharknado 2). Entre os novatos, Charlotte Gainsbourg (Ninfomaníaca), Sela Ward (Garota Exemplar), Maika Monroe (Corrente do Mal), Liam Hemsworth (Jogos Vorazes), William Fichtner (As Tartarugas Ninja) e Joey King (Invocação do Mal).

O primeiro Independence Day fez mais de US$800 milhões no mundo todo.

Procurando Dory (30 de junho)

Exatos treze anos depois da estreia de Procurando Nemo, a Pixar trouxe de volta os amados personagens do filme e fez uma aventura centrada na personagem coadjuvante mais inesquecível do estúdio: a peixinha Dory, dublada por Ellen DeGeneres. Dessa vez, ela começa a se lembrar do seu passado e, portanto, consegue ir atrás de sua família, o que com certeza renderá piadas hilárias e momentos adoráveis para as crianças e para os fãs nostálgicos do filme original.

Idris Elba (Thor), Kate McKinnon (Saturday Night Live), Bill Hader (Descompensada), Michael Sheen (Anjos da Noite), Dominic West (300), Diane Keaton (O Casamento do Ano), Ed O’Neill (Modern Family), Ty Burrell (também de Modern Family) e Eugene Levy (American Pie) abrilhantam o elenco de vozes original. O diretor e roteirista Andrew Stanton (Wall-e) está de volta ao universo que o fez uma das grandes estrelas da Pixar.

O primeiro filme, um dos mais bem-sucedidos da história da empresa, fez mais de US$900 milhões mundialmente.

Caça-Fantasmas (14 de julho)

Apesar das muitas críticas ao trailer, e das muitas reclamações (machistas) dos apaixonados pela franquia sobre esse reboot com um elenco feminino, Caça-Fantasmas segue firme e forte como um dos filmes mais esperados do ano. O diretor Paul Feig, dos excelentes Missão Madrinha de Casamento e A Espiã que Sabia Demais, manteve a trama exata do filme por baixo dos panos, mas sabemos que uma nova equipe de combatentes sobrenaturais vai se juntar em Nova York para conter uma invasão de vilões novos e antigos da franquia.

Melissa McCarthy (Mike & Molly), Kristen Wiig (Perdido em Marte), Kate McKinnon (Saturday Night Live) e Leslie Jones (Descompensada) formam o novo time, com a ajuda do secretário Chris Hemsworth, o Thor em pessoa. Astros dos filmes anteriores devem aparecer em papeis ainda não revelados (Bill Murray, Sigourney Weaver, Dan Aykroyd e Ernie Hudson confirmaram presença), enquanto coadjuvantes como Charles Dance (Game of Thrones), Andy Garcia (Doze Homens e Outro Segredo) e Michael Kenneth Williams (12 Anos de Escravidão) completam o elenco.

A Lenda de Tarzan (21 de julho)

Um Tarzan vivendo em civilização há muito tempo precisa retornar para as suas raízes na floresta quando uma mina de carvão ameaça a vida dos animais ali por perto. Essa é a premissa de A Lenda de Tarzan, novo filme do diretor David Yates (Harry Potter e as Relíquias da Morte). A nova aventura do personagem criado pelo escritor Edgar Rice Burroughs mais de um século atrás (em 1912) vem das mentes dos roteiristas Adam Cozard (Operação Sombra – Jack Ryan) e Craig Brewer (Footloose: Ritmo Contagiante).

O elenco inclui Margot Robbie (O Lobo de Wall Street) como Jane, e Alexander Skarsgard (True Blood) como Tarzan, além de Samuel L. Jackson (Os Vingadores), Christoph Waltz (Bastardos Inglórios), Ella Purnell (Malévola), John Hurt (V de Vingança), Djimon Hounsou (Velozes & Furiosos 7), Jim Broadbent (A Viagem) e Simon Russell Beale (Penny Dreadful).

Star Trek: Sem Fronteiras (21 de julho)

O ator Simon Pegg, intérprete do engenheiro Scotty na nova encarnação de Star Trek, é promovido a roteirista nessa terceira aventura da nova tripulação, que estreou em 2009 em um filme dirigido por J.J. Abrams. Abrams, que trocou o terceiro Trek pelo sétimo Star Wars, segue apenas como produtor, entregando o megafone de diretor para o taiwanês Justin Lin, conhecido pelo trabalho na franquia Velozes & Furiosos. Espere uma aventura cheia de ação, em que Capitão Kirk e companhia ficam presos em um planeta desconhecido com um novo vilão, Krall (Idris Elba).

Chris Pine (Operação Sombra – Jack Ryan), Zoe Saldana (Guardiões da Galáxia), Zachary Quinto (Heroes), Anton Yelchin (Exterminador do Futuro – A Salvação), Karl Urban (Dredd) e John Cho (Madugada Muito Louca) retornam à tripulação, contracenando com novos colegas de elenco como Sofia Boutella (Kingsman: Serviço Secreto) e Deep Roy (A Fantástica Fábrica de Chocolate).

Os dois últimos Star Trek fizeram, juntos, em torno de US$900 milhões.

Jason Bourne (28 de julho)

O glorioso retorno do astro Matt Damon e do diretor Paul Greengrass (Capitão Phillips) à franquia Bourne nove anos depois do magistral O Ultimato Bourne (2007) é recebido com muita expectativa pelo público, que não comprou totalmente a aventura “paralela” estrelad apor Jeremy Renner em 2012. Greengrass escreve o filme ao lado de Christopher Rouse, se arriscando nos roteiros pela primeira vez, depois de servir como editor nos três primeiros filmes da série (e ganhar o Oscar na categoria por um deles).

Na trama, Bourne, agora se lembrando de quem realmente é, volta a ser uma pedra no sapato do governo americano quando tenta descobrir novos detalhes sobre o seu passado. Julia Stiles (10 Coisas que eu Odeio em Você) retorna como o par romântico do espião, se juntando a um elenco que inclui Alicia Vikander (Ex Machina), Tommy Lee Jones (Homens de Preto), Vincent Cassel (Cisne Negro), Ato Essandoh (Vynil) e Riz Ahmed (O Abutre).

Juntos, os quatro filmes da franquia fizeram US$1.2 bilhão de dólares – o mais bem-sucedido segue sendo O Ultimato Bourne, com US$442 milhões mundialmente.

O Bom Gigante Amigo (28 de julho)

As maravilhas da tecnologia de captura de performance finalmente trouxeram a vida o personagem clássico do escritor Roald Dahl (A Fantástica Fábrica de Chocolate). Na trama, que estava em desenvolvimento em Hollywood por décadas, um gigante que discorda das práticas (principalmente a parte sobre almoçar e jantar crianças) de seus colegas de espécie sequestra uma garota órfã para lhe fazer companhia. Steven Spielberg dirige o projeto, que é o último trabalho da roteirista Melissa Mathison (E.T. – O Extra-Terrestre), falecida no ano passado.

O papel principal é interpretado pelo recém-ganhador do Oscar Mark Rylance, que venceu a estatueta por sua performance em Ponte dos Espiões, também de Spielberg. Rebecca Hall (Vicky Cristina Barcelona), Bill Hader (Descompensada), Penelope Wilton (Doctor Who), e a pequena estreante Ruby Barnhill estrelam o filme, primeira adaptação de um dos trabalhos de Dahl para o cinema desde a animação O Fantástico Sr. Raposo, de 2009.

Esquadrão Suicida (4 de agosto)

A esperadíssima adaptação dos quadrinhos sobre o grupo de vilões da DC que se une sob o comando de Amanda Waller e Rick Flag para realizar missões que nenhum herói ousaria tentar finalmente chega aos cinemas em agosto. Os fãs podem comemorar, porque os trailers mostram que tudo deve sair exatamente como eles queriam – o diretor e roteirista David Ayer (Dia de Treinamento) caprichou na adaptação, mesmo que a trama ainda tenha sido mantida embaixo dos panos pela Warner/DC.

O que sabemos até agora é que Ben Affleck vai reprisar o seu papel como Batman no filme, mesmo que em uma participação pequena, e que Jared Leto deve ser o centro das atenções em seu retrato do Coringa. Margot Robbie (O Lobo de Wall Street) é a outra grande atração do filme como a Arlequina, mas os astros são muitos – Scott Eastwood (Uma Longa Jornada), Cara Delevigne (Cidades de Papel ), Will Smith (Eu Sou a Lenda), Joel Kinnaman (RoboCop), Jai Courtney (Divergente), Viola Davis (How to Get Away with Murder), Adewale Akinnuoye-Agbaje (G.I. Joe: A Origem de Cobra), Jay Hernandez (O Albergue) e Common (O Procurado) completam o elenco.

Meu Amigo o Dragão (18 de agosto)

O clássico da Disney de 1977, que mistura animação tradicional com atores em carne e osso, pode não ser muito conhecido por aqui, mas a refilmagem comandada por David Lowery (Amor Fora da Lei) deve fazer muito barulho. O novo filme do estúdio do Mickey conta a história de um pequeno garoto órfão que passou a infância toda na floresta, tendo como melhor amigo Elliott, um enorme e peludo dragão verde. Lowery foi ajudado no roteiro pelo estreante Toby Halbrooks, conhecido por produzir filmes independentes como Cala Boa Philip e Upstream Color.

O elenco dessa refilmagem vem cheio de novos astros, incluindo Bryce Dallas Howard (Jurassic World), Karl Urban (Dredd), Wes Bentley (American Horror Story), Oona Laurence (Nocaute), Oakes Fegley (Sete Dias sem Fim) e o veteraníssimo Robert Redford (Capitão América 2: O Soldado Invernal).

Ben-Hur (18 de agosto)

O diretor russo Timur Bekmambetov, de Guardiões da Noite e O Procurado, parece ter passado um pouco dos limites quando decidiu refazer Ben-Hur, o clássico de 1959 que segue sendo um dos únicos três filmes a ganharem mais de 10 Oscar na mesma cerimônia. Os trailers cheios de adrenalina estilizada indicam que essa é uma versão bem diferente, e brasileiros podem ficar ansiosos para ver Rodrigo Santoro interpretando ninguém menos que Jesus, com quem o protagonista-título passa um tempo entre ser traído pelo irmão e se vingar dele em uma corrida de carruagens.

Jack Huston (Orgulho e Preconceito e Zumbis) encarna Ben-Hur, enquanto o irmão traiçoeiro é feito por Toby Kebbell (Quarteto Fantástico). Morgan Freeman (Seven) e Ayelet Zurer (Demolidor) completam o elenco desse épico de ação que deve passar bem longe do Oscar, mas entreter muita gente pelo caminho.

Pets – A Vida Secreta dos Bichos (25 de agosto)

A nova animação da empresa por trás de Meu Malvado Favorito e, sim, Minions, promete ser bem mais fofa e menos irritante que a aventura dos ajudantes de Gru. O foco dessa vez é nos bichinhos de estimação, e em como eles se comportam quando os donos vão embora – nosso protagonista é Max, um cachorro que vê sua paz com a dona abalada com a chegada de um novo animal no apartamento: o gigantesco cão Duke. Os dois brigam, e acabam topando com o coelho abandonado Snowball, que quer se vingar de todos os animais que tem donos e famílias felizes.

O diretor Chris Renaud, de ambos os filmes Meu Malvado Favorito, assume Pets, com um roteiro do mesmo time que bolou as aventuras de Gru, com a adição de Brian Lynch (O Gato de Botas). O elenco de vozes lotado de talento cômico inclui Ellie Kemper (Unbreakable Kimmy Schmidt), Jenny Slate (Entre Risos e Lágrimas), Lake Bell (Horas de Desespero), Kevin Hart (Policial em Apuros), Louis C.K. (Louie), Eric Stonestreet (Modern Family), Hannibal Buress (Broad City), Albert Brooks (Drive), Steve Coogan (Philomena), Dana Carvey (Quanto Mais Idiota Melhor) e Bobby Moynihan (Irmãs).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio