J.K. Rowling avisa: se você for assistir Harry Potter and the Cursed Child em Londres, leve lenços de papel. Segundo a autora, a nova peça da franquia, que ela não escreveu mas aprovou, deve fazer os fãs chorarem sem sombra de dúvidas.

A escritora respondeu ao tweet de um fã que perguntou se a peça poderia fazê-lo chorar:


“Se não fizer você chorar, vamos checar seus sinais vitais”, respondeu a escritora. Outro fã respondeu, brincando: “Por que você faz isso?”. Ao que Rowling escreveu: “Eu sou uma escritora. Se você não está sentindo nada, não estou fazendo meu trabalho direito”.

J.K. Rowling visita bastidores da peça e fala sobre seus segredos

Na peça, enquanto Harry luta contra um passado que se recusa a ficar no passado, seu filho mais novo, Alvo Potter, precisa lidar com o peso de um legado de família que ele nunca quis. Enquanto passado e presente começam uma sinistra fusão, pai e filho aprendem uma verdade desconfortável: às vezes a escuridão vem de lugares inesperados, diz a sinopse de Harry Potter and the Cursed Child.

Além disso, o universo de Harry Potter também ganhará um filme derivado, Animais Fantásticos e Onde Habitam. Com estreia marcada para novembro deste ano, o longa servirá como o início de uma trilogia derivada. As estreias dos próximos filmes vão acontecer em 2018 e 2020.

Filme derivado vai virar livro