Publicidade

Os mutantes de X-Men: Apocalipse | Fera em um filme que “vai aos extremos”

Publicado por Redação

18/05/2016 13:09

Nicholas Hoult forneceu mais detalhes sobre seu retorno como jovem Fera em X-Men: Apocalipse durante entrevista ao IGN.

O ator começou relembrando os filmes anteriores: “Em Primeira Classe foi a primeira vez que voltamos ao passado com um elenco jovem. Dias de um Futuro Esquecido lidou com viagens no tempo e outras coisas, misturando os elencos. E agora este vai ser gigante de várias maneiras. Ele se passa nos anos 80, introduz versões jovens de Ciclope, Jean Grey e Tempestade, além de outros personagens do passado dessa turma. E tem também Apocalipse, que é um cara fod*o. O filme vai aos extremos”, afirmou.

Ainda sobre o vilão titular, o ator adianta que Fera encontra Apocalipse poucas vezes no filme, mas apesar disso “eu conseguia sentir a presença dele – certamente ele tem muita presença. O personagem é bem interessante, sabe, essencialmente é o mutante de uma era passada, um cara que despertou nos tempos modernos, muito confuso sobre o que tem ao redor dele e decide fazer algo. Oscar Isaac traz uma certa intensidade ao personagem”.

Sobre o figurino oitentista de Fera: “Eu meio que me senti como um garoto usando as roupas do meu pai. Foi muito esquisito. Calças largas, ombreiras… Eu me senti meio ridículo, bem infantil”, confessou.

Cansado da fórmula

Já em entrevista à revista NME, Nicholas Hoult demonstrou sua insatisfação com o gênero de super-heróis que, segundo ele, “parece serem feitos por encomenda e não se esforçam para serem bons, pois sabem que é um gênero rentável”.

No entanto, o ator acredita que os filmes da saga mutante são diferentes da maioria desses longas do gênero:

“Amo os filmes de X-Men porque eles possuem coração e temos atores como Michael Fassbender, que acrescentam muito aos personagens. Esse mundo não apresenta heróis convencidos. Você não quer ver um filme em que eles ficam se exibindo durante horas e no final já sabe que vão vencer”, concluiu, dando uma possível alfinetada nas produções da Marvel, acusadas de seguirem a mesma fórmula.

O Observatório do Cinema está fazendo um especial sobre os mutantes do filme nesta véspera de estreia, e você pode acompanhar todas as matérias especiais aqui.

O que virá para a franquia após X-Men: Apocalipse?

Olhar Geek #2 | A história dos X-Men, os heróis dos rejeitados

“Desde o início da civilização, ele era adorado como um deus. Apocalipse, o primeiro e mais poderoso mutante do universo da Marvel, acumulou os poderes de muitos outros mutantes, tornando-se imortal e invencível. Ao acordar depois de milhares de anos, ele está desiludido com o mundo em que se encontra e recruta uma equipe de mutantes poderosos, incluindo um desanimado Magneto (Michael Fassbender), para purificar a humanidade e criar uma nova ordem mundial, sobre a qual ele reinará. Como o destino da Terra está na balança, Mística (Jennifer Lawrence), com a ajuda do Professor X (James McAvoy), deve liderar uma equipe de jovens X-Men contra o seu maior inimigo até então e salvar a humanidade da destruição completa”, diz a sinopse oficial.

X-Men: Apocalipse e mais 18 blockbusters imperdíveis de 2016

Saiba o que acontece na cena pós-créditos do filme

Dirigido por Bryan Singer, o filme estreia no Brasil em 19 de maio.

Publicidade