O American Film Institute (AFI) incluiu entre seus homenageados de 2016 o diretor e roteirista Quentin Tarantino – o prestigiado instituto vai entregar ao americano um prêmio especial por “suas contribuições para a arte do cinema”.

Tarantino diz que seus filmes fazem parte de universo compartilhado

A outra homenageada desse ano será a atriz Rita Moreno, 84 anos, vencedora do Oscar pela performance no musical Amor, Sublime Amor (1961). Moreno é uma das poucas artistas a conseguir o combo de prêmios EGOT (Emmy, Grammy, Tony e Oscar) durante a carreira, selando sua excelência na TV, na música, no teatro e no cinema. Atualmente, a atriz participa da série Jane the Virgin, em papel recorrente.


Tarantino, 53 anos, já recebeu outra honra do AFI – a inclusão de Pulp Fiction, seu clássico de 1994, na lista de 100 filmes essenciais da história do cinema bolada pelo instituto. O diretor venceu dois Oscar, na categoria de roteiro, por Pulp Fiction e Django Livre.

Opinião | O cinema sangrento e violento de Quentin Tarantino