Duncan Jones, o diretor de Warcraft – O Primeiro Encontro Entre Dois Mundos, revelou em entrevista ao The Daily Beast que mostrou uma versão inicial do filme para seu pai, David Bowie, antes de sua morte.

“Mostrei uma versão inicial de Warcraft, que tinha alguns efeitos”, conta Jones. “Ele era um certo tipo de pessoa para todo mundo. Mas para mim, ele era o meu pai. E estava sempre interessado nas coisas que eu fazia. Por isso mostrei o que estava trabalhando. Ele ficou muito emocionado com o fato de eu estar fazendo aquilo que gosto”, concluiu.

David Bowie veio a falecer em janeiro deste ano, dias antes da pós-produção de Warcraft ser finalizada.


Primeiras críticas preveem fracasso comercial e artístico do filme

Warcraft já foi lançado em alguns territórios internacionais antes da estreia nos EUA e já soma cerca de US$ 30 milhões.

Baseado no universo de jogos World of Warcraft, o filme acompanha o conflito gerado pelo primeiro contato entre orcs e humanos, mostrando os dois lados da história. De um lado está Anduin Lothar (Travis Fimmel), o personagem principal da Aliança, que sacrificou tudo para manter salvo o povo de Azeroth, e do outro Durotan (Toby Kebbel), o principal personagem da Horda, nobre chefe do clã Frostwolf, que batalha para salvar seu povo e sua família da extinção.

Cenas de batalha e alianças improváveis no trailer legendado

Dirigido por Duncan Jones (Contra o Tempo), Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos estreia no Brasil em 2 de junho.