X-Men: Apocalipse | Bryan Singer responde críticas ao visual do vilão

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O diretor Bryan Singer endereçou as críticas ao visual do vilão de X-Men: Apocalipse. Interpretado por Oscar Isaac, o personagem foi criticado pela maquiagem (especialmente o tom de roxo) e pela voz, uma versão sem modificações da voz do ator.

“O primeiro trailer era com a voz de Oscar”, confessou Singer, que dirigiu três filmes da franquia antes de Apocalipse. “E a performance dele é fantástica, mas essa nunca foi minha intenção. E as pessoas acharam que era isso, que ele iria usar a voz normal dele, mas não é isso. Nós só precisávamos daquelas palavras para conduzir o primeiro trailer, e ainda não havíamos alterado a voz de Oscar para o filme”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“O que eu estou fazendo com a voz é algo que nunca foi feito antes”, continuou o diretor. “Eu quero a performance dele, então estamos gravando, mesmo que não usemos isso depois por conta dos barulhos que o traje do personagem faz. Estamos gravando Oscar com sua voz normal, mas também com microfones modificados, com baixos e altos ajustados para criarem distorção. Dessa forma, a voz que criamos é totalmente governada pela performance de Isaac, nós não perdemos isso, mas também não parece natural, é apropriada para um Deus”.

Quanto ao visual do personagem e a coloração roxo-rosa que ele parecia ter nas primeiras fotos, o que levou a comparações com o vilão dos Power Rangers Ivan Ooze, Singer admite um pouco de culpa. “Havia uma luz rosa em cima dos personagens naquela foto, e ela está editada da forma errada. Deveríamos ter tirado um pouco da coloração, eu deveria ter me atentado e tirado um pouco da coloração. Apocalipse é azul-escuro, cinzento”, esclareceu.

O filme estreia no Brasil em 19 de maio, com a pré-venda dos ingressos começando em 5 de maio.

Bryan Singer comenta a aparição do Wolverine no novo trailer

Confira os melhores momentos do novo trailer

“Desde o início da civilização, ele era adorado como um deus. Apocalipse, o primeiro e mais poderoso mutante do universo da Marvel, acumulou os poderes de muitos outros mutantes, tornando-se imortal e invencível. Ao acordar depois de milhares de anos, ele está desiludido com o mundo em que se encontra e recruta uma equipe de mutantes poderosos, incluindo um desanimado Magneto (Michael Fassbender), para purificar a humanidade e criar uma nova ordem mundial, sobre a qual ele reinará. Como o destino da Terra está na balança, Mística (Jennifer Lawrence), com a ajuda do Professor X (James McAvoy), deve liderar uma equipe de jovens X-Men contra o seu maior inimigo até então e salvar a humanidade da destruição completa”, diz a sinopse oficial.

James McAvoy fala sobre futuro de Professor Xavier na franquia

Recentemente, o roteirista/produtor Simon Kinberg afirmou que X-Men: Apocalipse servirá como a conclusão da franquia (leia aqui), portanto, o próximo filme deve iniciar um novo capítulo na história dos mutantes.

Nos quadrinhos, Apocalipse é presença constante desde que surgiu em X-Factor #6. Considerado o mutante mais velho, surgido no Egito Antigo, o vilão tem o poder de reorganizar a estrutura do próprio corpo – pode, por exemplo, esticar-se ou aumentar de tamanho – e manipular campos de força, elementos e rajadas de energia, entre outras habilidades. Ao ter acesso a tecnologia alienígena, Apocalipse também conseguiu prolongar sua vida por milênios.

Novo X-Men pode adaptar a Saga da Fênix Negra

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio