Bilheteria EUA | Procurando Dory mantém liderança; Independence Day 2 não faz tanto barulho

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Procurando Dory manteve a liderança pelo segundo fim de semana consecutivo, não dando chance aos aliens de Independence Day: O Ressurgimento de reivindicarem o topo das bilheterias americanas.

Com queda de apenas 46% de público, a animação da Disney/Pixar fez mais US$ 73,2 milhões e junta incríveis US$ 285,6 milhões nos EUA. Na semana passada, a continuação de Procurando Nemo já havia conquistado a maior abertura de todos os tempos para um filme animado e a terceira maior de 2016; e agora fez o segundo melhor fim de semana do gênero.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Crítica | Procurando Dory

Na animação, um ano após ajudar Marlin (voz de Albert Brooks) a reencontrar seu filho Nemo, a esquecida peixinha azul Dory (dublada por Ellen DeGeneres) precisa lidar com vários peixes do seu passado, entre eles alguns pelos quais foi apaixonada. A direção ficou a cargo da dupla Andrew Stanton e Angus MacLane.

A estreia de Procurando Dory no Brasil está marcada para 30 de junho.

Independence Day: O Ressurgimento, a continuação da clássica ficção científica de 1996, estreou em segundo lugar com US$ 41,6 milhões. Os números são abaixo do esperado mas não tão distantes dos US$ 50,2 milhões iniciais do longa original.

Crítica | Independence Day: O Ressurgimento

Depois de Independence Day redefinir seu gênero de filme, este novo capítulo épico da franquia oferece uma catástrofe global numa escala inimaginável. Usando a tecnologia alienígena, as nações da Terra vêm colaborado com um grandioso programa de defesa para proteger o planeta. Mas nada pode nos preparar para a força avançada e sem precedentes dos alienígenas. Somente a ingenuidade de alguns bravos homens e mulheres pode impedir nosso mundo de voltar à beira da extinção.

Jessie Usher faz o novo herói da história, substituindo Will Smith na função. Bill Pullman, Liam Hemsworth, Maika Monroe, Joey King, Sela Ward, Brett Spiner, Vivica A. Fox, William Fichtner, Jeff Goldblum, Charlotte Gainsbourg e Judd Hirsch completam o elenco de Independence Day: O Ressurgimento.

A direção ficou novamente a cargo de Roland Emmerich, diretor do longa original. O novo Independence Day chegou ao Brasil em 23 de junho.

Um Espião e Meio perdeu uma posição e apareceu em terceiro lugar com US$ 18 milhões, totalizando US$ 69 milhões em duas semanas de exibição.

Na comédia de ação, Dwayne Johnson interpreta um assassino de aluguel da CIA que reencontra um velho amigo (Kevin Hart) de colégio pelo Facebook. Depois do reencontro, o agente arrasta o amigo para o mundo da espionagem internacional.

O roteiro e a direção ficaram a cargo de Rawson Marshall Thurber (Com a Bola Toda, Família do Bagulho). Um Espião e Meio estreia em 7 de julho no Brasil.

Águas Rasas, filme de tubarão com Blake Lively, estreou em quarto lugar com bons US$ 16,7 milhões, praticamente pagando seu custo de produção (US$ 17 milhões). O suspense de ação teve forte apelo com as mulheres, que representaram 55% do público.

Dirigido por Jaume Collet-Serra (A Órfã, Sem Escalas), o suspense conta a história de uma surfista (Lively) que está lidando com a perda da mãe e fica encalhada numa área isolada do mar, enquanto um grande tubarão branco bloqueia seu caminho para a costa. Sua luta por sobrevivência então começa.

Águas Rasas é descrita como uma mistura dos filmes Tubarão, de Steven Spielberg, e 127 Horas, que rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator para James Franco. A estreia no Brasil acontece em 11 de agosto.

Outro lançamento da semana, The Free State of Jones, drama sobre a Guerra Civil estrelado por Matthew McConaughey, fechou o top 5 com US$ 7,8 milhões, críticas mistas e uma recepção fria para um longa orçado em US$ 50 milhões.

A trama gira em torno do fazendeiro Newton Knight (Matthew McConaughey), que forma um grupo de rebeldes durante a Guerra Civil Americana para se impor contra a Confederação. Contrário à escravidão e à secessão, ele reúne um pequeno condado e forma um pequeno estado livre. Ao longo dos anos, Knight combate a influência racista do Ku Klux Klan e forma a primeira comunidade interracial do sul, casando-se com a ex-escrava Rachel.

Gugu Mbatha-Raw, Keri Russell e Mahershala Ali completam o elenco. O roteiro e a direção ficaram a cargo de Gary Ross (Jogos Vorazes).

The Free State of Jones estreia no Brasil no dia 7 de julho.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio