Junho é o mês dos namorados. Desde que o cinema é cinema temos os filmes de amor em que a mocinha apaixonada pelo rapaz sofre durante o filme inteiro para no final ficar com o objeto de seu desejo, mas a ideia dessa lista é outra, veremos filmes em que os personagens se amam (ou não), se querem e se precisam, mas por desventuras da vida, ou melhor, do roteirista, sentem a necessidade de se separar (ou não), tentar esquecer o amor ou conhecer um novo amor.

Mas, amor é único? Amor tem pausa? Amor tem sexo? Amor tem razão? Amor tem respostas? Não existem respostas para o amor, o amor acontece e, nesse caso, com finais nem sempre convencionais, mas apaixonantes.

Veja os filmes e tire suas conclusões:

22. 500 Dias Com Ela

No filme, é contado os 500 dias de amor (ou não) de Tom e Summer alternando os momentos maravilhosos e outros nem tão bons assim, pois Tom (Joseph Gordon-Levitt) é um romântico e Summer (Zooey Deschanel) não acredita na existência do amor. Com uma trilha sonora encantadora e com o ótimo carisma dos protagonistas, 500 Dias Com Ela vai ficar um bom tempo na sua memória, principalmente por mostrar o “amor” de uma forma bem realista e uma boa sacada do filme é quando a tela se divide em Realidade e Expectativa.