O roteirista e produtor Simon Kinberg apontou os erros que ele acredita serem responsáveis pelo fracasso do reboot de Quarteto Fantástico durante sua participação em um podcast (via The Playlist).

“Eu não acho que existe uma única razão para o filme não ter funcionado. Eu acho que houveram muitas decisões que tomamos ao longo do caminho que levaram a um filme que as pessoas não gostaram, um filme que eu faria diferente se tivesse outra chance. Acredito que o maior problema para mim é o tom do filme, que apesar de ser realmente interessante e ambicioso, vai contra o DNA do material de origem. Os quadrinhos de Quarteto Fantástico são brilhantes e otimistas. Os personagens têm um tipo de espírito valente, e nós fizemos um filme mais sombrio que, mais uma vez, como eu disse, soa muito interessante e ambicioso, mas não é necessariamente o estilo do Quarteto Fantástico”, justificou.

Kinberg também surpreendeu ao afirmar que uma sequência de Quarteto Fantástico continua sendo uma “grande parte dos planos da Fox para filmes de super-heróis. Eu gostaria de fazer mais filmes [do Quarteto] com esse elenco”, finalizou.


O recomeço da franquia Quarteto Fantástico, que aconteceu em agosto do ano passado, faturou apenas US$ 167 milhões pelo mundo para seu orçamento de US$ 120 milhões.

No reboot, quatro jovens desajustados são teleportados para um universo alternativo e perigoso, o qual altera sua forma física em maneiras inesperadas. Suas vidas sofrem uma mudança sem volta e o time precisa aprender a aproveitar suas novas habilidades e trabalhar juntos para salvar o planeta de seu antigo amigo que se tornou inimigo.

Leia a nossa crítica de Quarteto Fantástico