Steven Spielberg revelou que foi rejeitado duas vezes por produtores da franquia 007 nos anos 70.

Durante sua participação neste fim de semana no programa The Michael Ball Show, da Radio BBC 2, o diretor contou que se auto convidou para dirigir um filme de James Bond em duas ocasiões, mas os produtores da franquia do agente secreto recusaram ambas as vezes.

“Eu chamei Cubby Broccoli [o pai de Barbara Broccoli, a atual produtora da franquia] duas vezes. Depois de Tubarão ter sido um enorme sucesso eu pensei, ‘Ei, as pessoas vão me dar passe livre agora’. Então eu liguei para Cubby e ofereci meus serviços, mas ele achou que eu não era o homem certo para o trabalho”, confessou.


“Mesmo após Contatos Imediatos do Terceiro Grau ter saído e também ter sido um grande hit de bilheteria eu tentei de novo entrar em um filme de Bond. E eles ainda achavam que eu não era certo para a função”, acrescentou Spielberg.

Steven Spielberg confessa: “Fazer Tubarão me traumatizou por anos”

Por conta disso, Steven Spielberg não está disposto a tentar uma terceira vez:

“Duas vezes eu tentei dirigir um filme de James Bond, mas agora eles não podem me bancar. Então, Barbara, esquece”, disse o cineasta, fazendo uma brincadeira – provavelmente com fundo de verdade.

Spielberg ainda foi questionado sobre quem ele escolheria para ser o próximo James Bond do cinema. Segundo ele, Idris Elba seria um candidato perfeito para substituir Daniel Craig.

“Se Daniel não continuar, eu adoraria ver um Bond não caucasiano no próximo filme. Se ele decidir não retornar, Idris seria a minha primeira escolha”, afirmou.

Daniel Craig recusou uma oferta de US$ 99 milhões para voltar a viver o agente secreto, e a franquia 007 também perderá o diretor Sam Mendes.

Em entrevista anterior, o diretor de 007: Operação Skyfall e 007 Contra Spectre confirmou que não vai mais dirigir filmes de James Bondleia aqui.