Anomalisa | Charlie Kaufman se decepcionou com o fracasso comercial do filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Charlie Kaufman nunca foi exatamente um sucesso de bilheteria, mas ele esperava resultados um pouco melhores com Anomalisa, sua estranha, pessimista (e ótima) animação ao lado diretor Duke Johnson. Foi o que o roteirista/diretor revelou em entrevista no Festival Karlovy Vary.

“Eu recebi críticas ótimas e não adiantou de nada”, disse Kaufman. “O fracasso comercial não me fez desgostar do filme, eu estou muito orgulhoso de tê-lo feito. Mas quando a Paramount comprou os direitos de distribuição, achei que poderia ajudar minha carreira”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Anomalisa acompanha o palestrante motivacional Michael Stone (voz de David Thewis), que acaba de chegar à cidade de Connecticut e tenta entrar em contato com um caso antigo. Após a tentativa não dar certo, ele se insinua para duas jovens que foram assistir a sua palestra, mas acaba conhecendo – e se apaixonando – por Lisa (Jennifer Jason Leigh).

Crítica | Anomalisa

Orçado em US$8 milhões, Anomalisa fez apenas US$4 milhões nas bilheterias mundiais. Segundo Kaufman, que ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Original por Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (2004), ele só não é mais prolífico porque os estúdios não estão dispostos a financiarem seus filmes.

“Tem sido difícil e desmoralizante tentar fazer com que as coisas aconteçam, principalmente porque tive uma época em que era muito mais fácil”, desabafou o diretor. “O seu momentum acaba muito rápido em Hollywood. Você é moda passageira. As pessoas esquecem de você”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio