Publicidade

Star Wars | Empresa admite culpa em acidente que quase matou Harrison Ford

Publicado por Redação

26/07/2016 10:51

Uma empresa de produção britânica da Disney se declarou culpada por violações de segurança durante as gravações de Star Wars: O Despertar da Força, que resultaram em um incidente envolvendo Harrison Ford (o Han Solo).

O ator estava andando pela espaçonave Millennium Falcon quando uma porta que é operada hidraulicamente caiu e o derrubou no chão. Apesar de ter tido apenas uma perna quebrada, o acidente poderia tê-lo matado, conforme reconheceram os promotores do caso.

Harrison, na época com 70 anos, foi atendido no hospital Oxfordshire, e retornou aos sets de filmagem depois de se recuperar do acidente. Ele disse não acreditar que tivesse sobrevivido, depois de conferir a nave com o diretor J.J Abrams. Alguém apertou o botão que fez com que a porta se fechasse sobre ele e afirmou que o impacto era o mesmo a de um carro de pequeno porte.

“Esse foi um acidente previsível. A Foodles Production Ltd reconhece que falhou em proteger a segurança do atores e equipe”, disse o departamento de Segurança e Saúde da Grã Bretanha. “A indústria cinematográfica britânica tem uma reputação mundialmente conhecida por produzir filmes excepcionais. Gestões de segurança durante as gravações – independente de seu status de fama – é vital para proteger os talentos dentro e fora das telas, assim como manter a reputação da indústria”.

Star Wars: Episódio 8 encerra oficialmente suas filmagens

Harrison Ford brincou sobre o acidente durante um talk-show britânico e culpou as novas tecnologias do mundo moderno.

“No primeiro filme, a porta teria sido fechada apenas por uma roldana e uma assistente faria todo o trabalho, mas agora com muito dinheiro e tecnologia, eles construíram uma porta que se fecha na velocidade da luz”.

10 coisas que você não sabia sobre Harrison Ford

Publicidade