O analista de mercado Jeff Bock, da Hollywood Reporter, cravou que Warcraft não fez o bastante para garantir uma continuação, mesmo com o sucesso comercial na China. No entanto, o analista também disse que sequências foram aprovadas para filmes com menos retorno financeiro.

“Basta olhar para Círculo de Fogo. Mas se Warcraft não tivesse feito o sucesso que fez na China, seria um fracasso de proporções monumentais – no momento, é apenas um leve hematoma para o estúdio”, escreveu Bock. “Se uma continuação acontecer, pode esperar que seja com um orçamento menor, e um pensamento voltado para o mercado asiático”.

“O sucesso do filme na China assustou Hollywood”, diz Jackie Chan


Diretor fala da possibilidade de uma sequência

Baseado no universo de jogos World of Warcraft, o filme acompanha o conflito gerado pelo primeiro contato entre orcs e humanos, mostrando os dois lados da história. De um lado está Anduin Lothar (Travis Fimmel), o personagem principal da Aliança, que sacrificou tudo para manter salvo o povo de Azeroth, e do outro Durotan (Toby Kebbel), o principal personagem da Horda, nobre chefe do clã Frostwolf, que batalha para salvar seu povo e sua família da extinção.

Crítica | Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos

Os segredos e curiosidades de Warcraft

A direção ficou a cargo de Duncan Jones.