Os irmãos Ross e Matt Duffer, criadores de Stranger Things, revelaram ao Hollywood Reporter que antes da série tentaram dirigir o remake de It – A Coisa, mas foram rejeitados pelo estúdio.

“Nós pedimos a Warner Bros. [para dirigir o filme]”, confessa Matt. “Pedimos ’por favor’, mas eles responderam ‘Não’, por isso acabamos fazendo a série. Mas isso foi antes de Cary Fukunaga [diretor inicialmente contratado para A Coisa], a muito tempo atrás”, acrescentou.

Ross admitiu ainda que a obra de Stephen King foi uma forte inspiração para a série da Netflix:


“A Coisa obviamente é uma grande inspiração para Stranger Things, provavelmente a maior, porque tínhamos a idade dos nossos personagens quanto lemos o livro – não que outros livros não sejam incríveis também”.

O filme, sob responsabilidade da New Line, está sendo dirigido por Andrés Muschietti (Mama), que assumiu o cargo no lugar de Cary Fukunaga (Beasts of No Nation) e reescreveu o roteiro original, dividindo a história em dois filmes.

A primeira parte de A Coisa acompanhará o grupo de crianças do livro original, o Clube dos Perdedores, sendo aterrorizado pelo palhaço assassino, enquanto o segundo deve trazer os mesmos personagens adultos voltando para confrontar seu passado.

Bill Skarsgard (Hemlock Grove) interpreta o novo palhaço Pennywise – conheça o visual do personagem. Jaeden Lieberher (Midnight Special) faz o líder do grupo de crianças atormentado pelo vilão. Owen Teague (Bloodline) também está no elenco.

O livro de King, lançado em 1986, segue sendo um dos títulos mais reconhecidos da carreira do escritor. A história foi transformada em minissérie em 1990, com Tim Curry (Rocky Horror Picture Show) no papel do palhaço.