A Vida Invisível de Eurídice Gusmão será adaptada ao cinema pelo diretor de Madame Satã

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O diretor cearense Karim Aïnouz (Praia do Futuro, Madame Satã) e o produtor Rodrigo Teixeira (Tim Maia, Alemão) vão levar aos cinemas A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, o livro de estreia da autora Martha Batalha. As informações são da Variety.

Situada na cidade do Rio de Janeiro, a trama acompanha as vidas de duas irmãs entre as décadas de 1940 e 1970: a jovem introvertida, mas talentosa Eurídice, e sua irmã mais velha, Guida. Eurídice encontra forças em Guida “para enfrentar os desafios e as consequências de viver em uma sociedade paternalista”. Mas quando Guida foge com o namorado dela, a irmã que quer virar cantora é forçada a cumprir suas responsabilidades como “mulher ideal”, o que a acaba deixando presa em um casamento sem amor.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O filme deve acompanhar as irmãs no início dos anos 70, com Guida abandonada pelo namorado e cuidando do filho sozinha, e Eurídice, que nunca conseguiu se tornar música, escrevendo pequenos artigos para um jornal.

O primeiro esboço do roteiro, coescrito por Aïnouz e Murilo Hauser, deve ficar pronto até setembro para o início das filmagens em 2017.

A Vida Invisível de Eurídice Gusmão será o segundo filme de Karim Aïnouz para a RT Features, produtora de Rodrigo Teixeira, após O Abismo Prateado (2011).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio