Publicidade

Gotham | Criador da série diz que super-heróis “não funcionam” na TV

Publicado por Caio Coletti

26/08/2016 14:08

O showrunner Bruno Heller, de Gotham, conversou com a imprensa no Festival de TV de Edimburgo e confessou que não acha que super-heróis “fantasiados” funcionam na TV.

“Fazer televisão é sobre criar pessoas reais e rostos reais, e não sobre coisas sobrenaturais e magia. Nossa série tem uma combinação difícil, porque precisamos que ela seja real e irreal ao mesmo tempo. Cada temporada está caminhando em direção a um mundo, a uma Gotham, que precise do Batman – então precisamos aumentar o caos e o crime acontecendo na cidade cada vez mais. Por isso escolhi Jim Gordon para ser o herói da série”, comentou.

Gotham estreia seu terceiro ano nos EUA em 19 de setembro.

Ator compara vilões da série com o Esquadrão Suicida
Produtor revela quais vilões estarão na terceira temporada
Saiba detalhes da trama do terceiro ano

O terceiro ano de Gotham vai mostrar o que acontece por trás das cortinas da Corte das Corujas. Com os prisioneiros escapados de Indian Hill à solta pela cidade, Jim Gordon se torna um caçador de recompensas à procura de Hugo Strange e Fish Mooney. Enquanto isso, o detetive Harvey Bullock e o Capitão Nathaniel Barnes continuam à frente da luta contra o crime na polícia de Gotham City. Já Bruce Wayne conta com a ajuda do mordomo Alfred Pennyworth e do empregado da Wayne Enterprises, Lucious Fox, para descobrir mais mistérios sobre a morte e vida de seus pais.

Gotham também vai continuar seguindo a evolução de seus vilões mais malévolos: o Pinguim, Edward Nygma, Selina Kyle, Barbara Kean, Tabitha Galavan e Butch Gilzean. A série ainda trará a Hera Venenosa, que após um encontro com um dos monstros fugidos de Indian Hill se vê renascida como uma jovem mulher, já no auge de seus charmes e poderes. Conheceremos as origens de Jervis Tech/Chapeleiro Louco e dos irmãos Tweed”.

Publicidade