McG, diretor de filmes como As Panteras e Exterminador do Futuro: A Salvação, está desenvolvendo uma nova adaptação ao cinema de Mestres do Universo, que terá como base as origens do icônico He-Man. Apesar da fama de guilty pleasure que a versão de 1987, com Dolph Lundgren no papel do homem com a força, teve, McG afirma que está empolgado com o provável sucesso que pode alcançar com o reboot.

“Nós queremos honrar os fãs, principalmente”, disse o diretor em entrevista ao IGN. “Também temos que reconhecer a incrível repercussão do que Kevin Feige está fazendo com a Marvel, com o balanço entre alto entretenimento, que é tanto crível como emocional, repleto de ação e com a história da jornada de um herói”.

McG ainda comparou o projeto com grandes sucessos da atualidade, mencionando até a série Game of Thrones:


“Obviamente estamos conscientes do que acontece em Game of Thrones. Isso é incrível. Também sabemos do que ocorre com Guardiões da Galáxia. James Gunn (diretor do filme da Marvel) está fazendo um ótimo trabalho. Estamos tentando responder à altura e levar além”, prometeu.

“Kellan Lutz é considerado cuidadosamente para viver He-Man”, diz diretor

A nova versão de Mestres do Universo segue sem cronograma definido. O desenho já havia ganhado um filme com atores em 1987, que trazia Dolph Lundgren como He-Man e Frank Langella como Esqueleto.

Christopher Yost, roteirista dos filmes de Thor, assinou a última versão de Masters of the Universe. Jeff Wadlow (Kick-Ass 2) e Terry Rossio (Piratas do Caribe) escreveram as versões anteriores do roteiro, situado no planeta Eternia e que acompanha a história de um guerreiro chamado Adam, que tem o poder de se transformar no herói He-Man. Seu inimigo é o vilão Esqueleto, que tenta conquistar uma fortaleza conhecida como Castelo de Grayskull, a fim de aprender os segredos mantidos dentro dela.