Diretor de Pequeno Segredo diz que seu filme tem mais “cara de Oscar” que Aquarius

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O cineasta David Schurmann conversou com a Revista VEJA após o anúncio de que seu filme Pequeno Segredo, seria o escolhido do Brasil para representar o país no Oscar 2017. A decisão virou polêmica graças à campanha por Aquarius, filme de Kleber Mendonça Filho aplaudido em Cannes.

“Eu acredito que Aquarius tem cara de Cannes, e muitos filmes exibidos por lá acabam não indo para o Oscar. Eu vi Aquarius em Cannes, aplaudi de pé. Cada premiação tem seu estilo, seu perfil.Pequeno Segredo conversa melhor com o Oscar”, comentou o diretor.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Foram seis anos fazendo esse filme. Só de roteiro foram quase quatro anos. Então eu fico triste com as polêmicas, pois elas ofuscam um filme que foi feito com um cuidado extremo”, continuou, acreditando que, quando o público puder ver o filme, a opinião geral vai mudar.

“O filme vai falar por si próprio. Quando as pessoas assistirem, vão entender a escolha”, concluiu.

Aquarius acabou provocando polêmica após protestos contra o impeachment da presidente Dilma Roussef – levando inclusive vários outros diretores a retirarem seus filmes da competição.

Imprensa internacional critica comissão do Brasil para o Oscar

Pequeno Segredo conta a história da família Schurmann, respeitados velejadores que adotaram uma jovem, Kat, após seus pais biológicos revelarem serem portadores de HIV. O filme tem Julia Lemmertz no elenco.

A estreia do filme nos cinemas está marcada para 10 de novembro. Veja o trailer abaixo.

Confira o trailer de Aquarius

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio