Festival de Toronto 2016 é o mais fraco em anos, aponta imprensa

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com poucos grandes negócios sendo fechados para os produtores independentes e estreias ofuscadas pelos festivais de Veneza e Telluride, o Festival de Toronto 2016 é um dos mais fracos em tempos, segundo vários veículos de imprensa americanos.

A Variety foi particularmente a fundo em sua análise, revelando que a falta de grandes negociações e acordos de distribuição para os filmes “indie” que aparecem pelo festival tem a ver também com o aumento do número de estrelas e grande produções que entraram para a seleção.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Jackie | Viver Jacqueline Kennedy foi “deprimente” para Natalie Portman

Colossal | Anne Hathaway aparece em foto do filme de monstro

“É oferta e demanda. Quando as distribuidoras que vem até aqui não precisam de mais grandes produtos, elas não comprar mais grandes produtos, porque elas já tem seus próprios filmes”, comentou Paul Davidson, presidente do estúdio independente Orchard.

O problema é que o clima gelado do festival desse ano não serve só para os filmes já prontos – entre esses, destaque apara os acordos feitos em torno de Jackie (comprado pela Fox Searchlight) e Colossal (comprado por um misterioso estúdio japonês). Os filmes que vem apenas como propostas também não estão vendendo.

“Definitivamente é um sentimento diferente. Não há tantos projetos sendo oferecidos, e menos ainda atraentes, e menos ainda vendendo”, comentou Liz Kim Schwan, da Covert Media.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio