Uma carreira diversificada entre o teatro, a televisão e o cinema. Formado em Direito pela UFSC, o ator Ivo Müller só tem a comemorar. Depois de integrar o elenco de sete filmes, entre eles, “Tabu”, “Califórnia”, “Oração do Amor Selvagem” e “La Muerte de Marga Maier”, filme argentino em fase de finalização, e séries como “A Menina Sem Qualidades” e “Unidade Básica”, o profissional acaba de conquistar o prêmio de melhor vilão da sétima edição do Cinefantasy – Festival Internacional de Cinema Fantástico – por sua atuação em “Diabo Mora Aqui”, lançado em julho deste ano.

No longa, Ivo dá vida ao temido Barão do Mel, um senhor de escravos conhecido por sua crueldade e frieza. A premiação selecionou filmes do Brasil e do exterior. A escolha dos vencedores foi formada por um juri técnico – longas e curtas – e também pela participação do público. “O Barão do Mel é um senhor de escravos, representa um dos tantos vilões na história deste país. A grande sacada do filme é fazer cinema de gênero com acontecimentos do nosso passado, o filme é entretenimento e também denúncia”, conta Ivo.

Atualmente em cartaz pela região nordeste com a peça “Caros Ouvintes”, Müller pode ser visto na primeira série produzida pelo Universal Channel, “Unidade Básica”, levada ao ar aos domingos às 22h30. Na atração ele dá vida a Flávio, um médico residente de Cirurgia Geral em um hospital particular casado com a protagonista da história, Dra. Laura (Ana Petta). No elenco Caco Ciocler, Vinicius Oliveira, entre outros.


Diabo Mora Aqui
Diabo Mora Aqui

Sinopse

Quatro jovens vão passar as férias em uma casa de campo. Lá, descobrem a história perversa do Barão do Mel (Ivo Müller), um antigo senhor de escravos conhecido por ter cometido atrocidades com os negros. Uma destas histórias ainda assombra a casa até hoje: um bebê recém-nascido teria sido usado num ritual de sacrifício, e sua alma estaria presa no porão. Os quatro amigos tentam despertar os fantasmas esquecidos, pensando se tratar apenas de uma brincadeira. Logo, são confrontados às consequências de seus atos.

A obra tem a direção de Dante Vescio e Rodrigo Gasparini.No elenco Pedro Carvalho, Sydnei Santiago, Mariana Cortines e Clara Verdier.

Ivo Müller

Formado em Direito pela UFSC, Ivo passou a se dedicar ao mundo das artes ainda em Santa Catarina. Já em São Paulo entrou para o elenco do grupo TAPA. Em 2012, fez parte do longa português “Tabu”, dirigido por Miguel Gomes. O filme foi premiado no Festival de Cinema de Berlim. No teatro, atuou nas mais de 500 apresentações de “Doze Homens e Uma Sentença”, dirigida por Eduardo Tolentino. A peça também foi vencedora do prêmio APCA 2010 de melhor espetáculo. Nos EUA estudou com o ator e preparador de elenco, Clark Middleton. No cinema brasileiro, já interpretou vilões como o Pastor Kurtz, em “Oração do Amor Selvagem”, filme estrelado pelo ator Chico Diaz, e o Barão do Mel, em o “Diabo Mora Aqui – The Fostering”, um filme de terror dirigido por Rodrigo Gasparini e Dante Vescio, projeto que lhe garantiu a indicação de melhor ator coadjuvante no FilmQuest 2016, nos Estados Unidos. Fez participações nas séries “O Negócio”, da HBO, e “Gigantes do Brasil”, do canal History. No cinema, atuou em filmes elogiados como Califórnia, de Marina Person (2015). Está também em cartaz na 32ª Bienal de São Paulo – Incerteza Viva com o filme “Os Humores Artificiais”, do artista português Gabriel Abrantes, que pode ser assistido até dezembro nos pavilhões da Bienal.