Nesta quinta-feira (20), começa um dos mais importantes eventos do calendário cinéfilo da cidade de São Paulo, a Mostra Internacional de Cinema. Nesse ano o festival, completa 40 anos de existência e com isso o evento presta homenagem aos grandes diretores que já passaram pela Mostra, sem se esquecer dos novos nomes do cinema mundial.

Segundo a diretora do evento, Renata de Almeida, num ano tão especial é excelente a Mostra contar com os mais recentes trabalhos de diretores que marcaram a história do festival, como o novo longa de Paul Verhoeven, Elle, representante da França para o próximo Oscar – Verhoeven este que chocou o público da Mostra na 13º Mostra com seu Quarto Homem, filme que volta à São Paulo numa apresentação especial. Isso ocorre com muitos outros nomes de destaque como o americano William Friedkin, diretor dos clássicos O Exorcista e Operação França, que ganha uma retrospectiva com sete filmes, entre eles os dois já citados, e de quebra ainda comparece para uma masterclass no dia 22 de outubro.

Paolo Sorrentino (A Grande Beleza), outro pupilo do festival, estreia o episódio piloto de sua série The Young Pope – protagonizado por Jude Law – e também ganha uma exibição especial de seu primeiro longa, Um Homem a Mais. O mesmo ocorre com Jim Jarmusch que apresenta seu novo filme, Paterson, com Adam Drive (o grande novo vilão da franquia Star Wars), que esteve em Cannes, e o festival exibe ainda duas obras marcantes do mestre do cinema independente, Daunbailó e Estranhos no Paraíso. Sem contar Abbas Kiarostami, importante cineasta iraniano que faleceu este ano, mas estara presente na Mostra com Me Leve Pra Casa, que será programado em conjunto com um documentário do diretor. Ou até os vencedores do Oscar Asghar Farhadi (A Separação) com The Salesman, e Danis Tanovic (Terra de Ninguém) com Morte em Sarajevo, outro representante do Oscar. Mais uma presença que se destaca é o novo filme do coreano Park Chan-wook, conhecido por Oldboy, estreando em São Paulo seu thriller sexual The Handmaiden.


Mas nem só de nomes consagrados se faz uma Mostra; o evento traz títulos badalados de novos autores que começam a despontar no cenário internacional. É o caso do estilista e cineasta Tom Ford, que chega com seu segundo longa, Animais Noturnos, título premiado com o prêmio do júri em Veneza. Ou como Nate Parker, nome em evidência tanto nas páginas de cinema como nos tabloides, que traz seu primeiro longa, o controverso e premiado O Nascimento de uma Nação. Ou ainda o bem falado documentário sobre David Lynch, de Rick Barnes, Jon Nguyen e Olivia Neergaard- Holm. Sem se esquecer de Um Estado de Liberdade, filme protagonizado por Matthew McConaughey e dirigido por Gary Ross, que já é cotado ao Oscar.

A 40ª Mostra de SP ainda é um dos espaços de maior promoção do cinema brasileiro. Diante de tantos títulos destacam-se: Cinema Novo, de Eryk Rocha; Era o Hotel Cambridge, de Eliane Caffé; Beduíno, de Julio Bressane; No Vazio da Noite, de Cristiano Burlan; o documentário Pitanga, de Beto Brant e Camila Pitanga, entre tantos outros.

A nova edição da Mostra Internacional de Cinema ocorrerá entre os dias 20 de outubro e 2 de novembro e promete ser um evento para rever grandes cineastas e descobrir novos talentos, um festival que garante uma boa dose de cinema na cidade de São Paulo.

Confira aqui a lista completa de filmes da 40ª Mostra de SP e fique ligado no Observatório do Cinema para a cobertura do evento nos próximos dias.