Stranger Things | Ator sobre homossexualidade de Will: “Espero que nunca revelem”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Noah Schnapp, o Will de Stranger Things, decidiu se manifestar sobre os persistentes rumores sobre a condição sexual de seu personagem. Na tarde deste domingo (16), o jovem ator reproduziu no seu Instagram o post de um usuário do Twitter comentando a possível homosexualidade de Will, demonstrando, apesar da pouca idade, ter mais maturidade que muitos adultos por aí:

“Eu tenho lido coisas sobre isso há algum tempo”, escreveu Schnapp. “Eu acho que todo mundo está perdendo o x da questão. Um autor chamado Gary Schmidt chegou a ir na nossa escola esta semana e disse que boas histórias não devem deixá-los com respostas, porque então você nunca questionará a si mesmo e pode acabar esquecendo do assunto. Um bom livro ou uma boa série deixa um monte de perguntas sem respostas, mas que te fazem pensar, coisa que todos vocês estão fazendo [por causa de Stranger Things]”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ainda segundo o ator, o fato de Will ser gay ou não “é irrelevante”, mas ele espera que a série da Netflix não resolva pelo menos esse mistério.

Stranger Things é uma série sobre um grupo de crianças que não se enturmam e encontram uns aos outros porque sofreram bullying ou são diferentes. Será que ser sensível, ou solitário, ou um adolescente que gosta de fotografia, ou uma menina com cabelo vermelho e óculos grandes, te torna gay?”, questionou. “Eu tenho apenas 12 anos, mas eu sei que todos nós sabemos como é ser diferente. E é por isso que eu acho que os Duffers escreveram a série da forma como escreveram, para vocês poderem fazer todos esses questionamentos. Espero que a verdadeira resposta [sobre a sexualidade de Will] nunca seja revelada”, justificou.

Em julho, um escritor do The Advocate, Daniel Reynolds, afirmou em seu artigo que o verdadeiro monstro de Stranger Things seria a homofobia, e que personagens como Will e Barb, “exemplos de personagens gays tratados como estranhos e deixados para morrer no Mundo Invertido”, funcionam como uma “potente metáfora para o ‘armário’” em que homossexuais são colocados.

O segundo ano de Stranger Things terá nove episódios e será disponibilizado pela Netflix em 2017.

2ª temporada tem suas primeiras novidades do elenco

“Algumas teorias de fãs acertam na mosca”, dizem criadores

Stranger Things terá triângulo amoroso e história “insana” na 2ª temporada

Uma declaração de amor aos clássicos sobrenaturais da década de 80, Stranger Things se passa justamente nessa década, em Hawkins, Indiana, e conta a história da busca por um garoto que desapareceu sem deixar rastros e em circunstâncias suspeitas. Sua mãe (Winona Ryder) pede às autoridades locais o início das investigações do desaparecimento, que vai revelar uma série de mistérios envolvendo experimentos ultrassecretos do governo, forças sobrenaturais aterrorizantes e uma garotinha muito estranha.

Crítica | Stranger Things é um “sessão da tarde” com história eletrizante

Stranger Things | As 15 maiores referências da série a clássicos do cinema

Stranger Things e mais séries de mistério para assistir na Netflix

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio