Star Trek: Sem Fronteiras | Simon Pegg compara vilão do filme com Donald Trump

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Roteirista de Star Trek: Sem Fronteiras, Simon Pegg conversou com a Entertainment Weekly para comemorar o lançamento em DVD do filme, e acabou dissecando a criação do vilão Krall, e como ele reflete muito a candidato à presidência dos EUA Donald Trump.

“Nós gostávamos da ideia de apresentar como vilão um cara que se sentia furioso por ter sido esquecido ou rejeitado. Eu acho que é como um complexo de ego. Eu acho incrível, olhando hoje, como Krall reflete Donald Trump – e não foi intencional. Ele é esse tipo de ego frágil que está projetando todas as suas falhas nas outras pessoas”, comentou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja vídeo com os erros de gravação do filme

Roteirista quer criar universo cinematográfico da franquia

Star Trek: Discovery, nova série de TV da franquia, se passará 10 anos antes da missão do Capitão Kirk, funcionando portanto como um prelúdio da série original, e terá uma protagonista feminina.

Roteirista dos filmes antigos escreverá episódio da nova série

Nova série terá protagonista feminina e personagem gay

O reboot de Star Trek na TV introduzirá novos personagens, mas que continuarão procurando novos mundos e novas civilizações, enquanto vai explorar temas contemporâneos, seguindo a mesma linha da série original dos anos 60. O novo seriado será o primeiro de Star Trek a entrar em produção desde o final de Enterprise, em 2005.

Veja a primeira imagem da Enterprise da nova série

Star Trek: Discovery irá ao ar primeiro pelo canal americano CBS. Os próximos episódios depois serão exibidos no serviço de streaming da emissora, o CBS All Access, e também pela Netflix.

Veja primeiro teaser da série de TV

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio