Assassin’s Creed 2 pode se passar nos anos 1950, diz diretor

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O filme de Assassin’s Creed ainda nem estreou, e o diretor Justin Kurzel já está pensando nas continuações. O cineasta disse que adoraria dirigir uma sequência do filme passada em outra época.

“Eu não queria ir muito para trás, talvez os anos 1950 nos EUA, a coisa toda da Guerra Fria. Os video games costumam se passar mais na história antiga, e história recente é algo que me fascina. Poderíamos fazer um filme noir de Assassin’s Creed”, disse o diretor em entrevista ao site PREMIERE.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu acho que temos que visitar pontos voláteis e instáveis da história, é por isso que a Inquisição Espanhola funciona tão bem para essa trama”, completou.

 

A 20th Century Fox e Ubisoft Motion Pictures vão lançar a versão cinematográfica do game em 5 de janeiro de 2017.

Na trama, Michael Fassbender é Callum Lynch, capaz de desbloquear suas memórias genéticas através de uma tecnologia revolucionária e experimentar as aventuras de seu antepassado, Aguilar, no século 15 na Espanha. Callum descobre que é descendente de uma misteriosa sociedade secreta, os Assassinos, e acumula incrível conhecimento e habilidades para derrubar a opressiva e poderosa organização Templários nos dias de hoje.

Segundo o produtor de Assassin’s Creed, em torno de 65% da trama se passa no presente, e 35% na Espanha do século XV – leia mais.

Assassin’s Creed teve inspiração de Matrix, diz Michael Fassbender

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio