Logan é diferente de outros filmes de super-heróis, diz diretor

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde que o terceiro filme do Wolverine nos cinemas ganhou a censura para maiores, inúmeros fãs começaram a especular que finalmente ganhariam o filme que o personagem merecia.

O diretor, James Mangold, disse em entrevista para a Flicks and the City que o filme não será como os outros do gênero de super-herói. “O espetáculo não é o suficiente”, afirmou Mangold.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ele continua: “O que estamos tentando fazer diferente é investir no personagem. O fato é que muitos desses filmes são uma coleção de sequências de ação com muito poucas situações que conectam e explicam como vamos da cena de ação A para a cena de ação B. Nós queríamos fazer um filme que é um drama. Se você cortar a ação, o que você terá é um poderoso drama sobre um personagem interessante. Se isso nos faz diferente ou não, eu deixarei para que as pessoas julguem, mas acho que é nossa meta fazer um filme que ganhou sua audiência por ser real. Por realmente parecer humano ou íntimo.”

Logan | Mutante aparece atrás das grades em nova foto

O filme, que chegará aos cinemas brasileiros em 2 de março de 2017, mostrará Logan e o Professor Charles Xavier tentando lidar com a perda dos X-Men enquanto tentam impedir uma corporação liderada por Nathaniel Essex de destruir o mundo. As habilidades mutantes de Logan estão cansadas e o Alzheimer do Professor Xavier está fazendo-o esquecer dos X-Men, e Logan acaba se aliando à Laura Kinner, clone feminino de Wolverine, para encontrar Nathaniel.

Boyd Holbrook (Narcos) faz o vilão principal, e Richard E. Grant, Eriq Lasalle e Elise Neal completam o elenco de Logan.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio