Rogue One | “Papéis significativos”, diz ator sobre diversidade nos filmes e conquista do público chinês

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As esperanças da Disney foram certamente altas no ano passado com o lançamento de Star Wars: O Despertar da Força para se tornar o filme de maior bilheteria no geral, mas o seu fracasso em derrubar Avatar foi marcado pelos baixos números na China.

Em conversa com a Digital Spy, o ator Donnie Yen, que interpreta Chirrut Imwe em Rogue One: Uma História Star Wars, comentou sobre como ele avalia as chances do novo filme superar as expectativas do seu antecessor.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu sempre lembro aos cineastas que só porque você tem atores como eu e Baze Malbus que a recepção será boa”, disse Yen. “Realmente depende de como você nos apresenta. Se você vai nos apresentar como, ‘Oh, basta colocar grandes atores chineses em um filme’, isso não vai dar certo”.

Yen então criticou outros filmes de Hollywood que apenas escalaram “algum ator chinês em um papel com diálogo sem sentido” e advertiu que isso geralmente acarreta em um “desastre, e descontentamento dos fãs”.

“Felizmente, nossos papéis são significativos”, acrescentou o ator que no filme interpreta um guerreiro cego que tem toda fé na Força.

Diego Luna fala da emoção de encontrar Darth Vader no filme

Rogue One é ambientado pouco antes de Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança, e gira em torno do roubo dos planos originais da Estrela da Morte por um grupo de rebeldes. Enquanto este filme começa com Leia na posse desses planos, faria sentido ter, no mínimo, uma referência a personagem em Rogue One.

Rogue One: Uma História Star Wars chegou aos cinemas nesta quinta-feira, 15 de Dezembro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio