Samuel L. Jackson critica sistema de Hollywood e política de premiações

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A época de premiações em Hollywood está chegando e muitos filmes começam a se destacar na corrida por um prêmio. E embora estes filmes são muitas vezes elogiados por terem profundidade real, a temporada de prêmios também tem seus problemas.

As premiações são realmente uma parte importante do sistema dos estúdios. Isso significa que para alguns filmes, a conversa em torno deles esconde seu conteúdo em si, criando a categoria dos “filmes isca do Oscar”: produções feitas apenas para ser parte dessa discussão, em vez de ter qualquer propósito artístico real.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No entanto, nem todos em Hollywood aceitam isso de forma passiva. Em entrevista publicada no site The Wrap, ao receber um prêmio no Festival Internacional de Cinema de Dubai, Samuel L. Jackson deixou bem claro sua visão sobre o hype de alguns filmes nesta época do ano.

“A política durante esta época do ano é muito interessante em Hollywood. A escolha dos filmes que eles vão dizer que é incrível é um tanto curiosa, como Manchester By The Sea, que vão dizer ‘nossa, você deve vê-lo, é um filme maravilhoso!’”, comentou Jackson. “Não é um filme inclusivo, entende? E tenho certeza que o Moonlight será pensado da mesma maneira. Eles vão dizer: ‘Bem, é um filme com negros. Onde estão os brancos?’ E a mesma coisa ocorre com Manchester By The Sea.”

“Há todos esses filmes que são como iscas para o Oscar. Eu estava assistindo o trailer do filme do Will Smith – Beleza Oculta – no outro dia e me perguntei: ‘É sério?’. É outra história daquelas: ‘Oh meu Deus, a vida é tão maravilhosa, passe o tempo cheirando as rosas’”.

Moonlight é eleito melhor filme pelos críticos de Los Angeles; veja os vencedores

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio