James Cameron defende final de Titanic: “Os Caçadores de Mitos são cheios de m****”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

20 anos depois e o final de Titanic ainda é tema de debate… Em entrevista ao The Daily Beast, o diretor James Cameron defendeu o término do seu filme afirmando que Jack (Leonardo DiCaprio) não conseguiria ser salvo de maneira nenhuma.

Muitos especulam que o pedaço de porta onde Jack e Rose (Kate Winslet) ficaram enquanto estavam à espera do resgate poderia suportar os dois – e com isso Jack não precisaria morrer. A mesma teoria foi colocado à prova pelos Caçadores de Mitos no programa do Discovery Channel – segundo eles, a morte de Jack poderia ser evitada – mas Cameron refuta a possibilidade.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“OK, então vamos tirar isso a limpo. Você é Jack, você está na água com temperamento abaixo de zero, seu cérebro está começando a ter hipotermia. Os Mythbusters agora pedem que você tire o seu colete salva-vidas, tire o dela, nade com aquilo, e o amarre em algo que não vai por água abaixo depois de dois minutos, o que significa que você está debaixo d’agua amarrando essa coisa a 28 graus de temperatura, e isso vai levar de 5 a 10 minutos – quando você voltar, já estará morto. Então isso não funcionaria. Sua melhor escolha foi manter a parte superior do corpo fora da água e esperar ser salvo por um barco ou algo antes de morrer”.

James Cameron, que também participou do programa especial sobre Titanic, acrescenta:

“Esses caras são divertidos e eu amei fazer o programa, mas eles são cheios de m****”, disparou.

Recentemente, o documentário Titanic: The New Evidence trouxe à tona possíveis novas evidências sobre as causas do acidente do famoso navio.

9 revelações chocantes do novo documentário

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio