O Exterminador do Futuro | “Ainda é possível fazer um filme relevante da franquia”, diz James Cameron

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um novo filme de O Exterminador do Futuro com James Cameron envolvido no projeto está nos planos após os direitos da franquia retornarem para o cineasta em 2019. Em entrevista ao The Daily Beast, Cameron contou um pouco mais sobre o que ainda pensa para a série cinematográfica.

“[A franquia] tropeçou ao longo do tempo tentando achar sua voz novamente. Provavelmente há um ponto onde ela perdeu sua relevância, sabe? Talvez as coisas que a tornaram interessante naquela época não sejam mais atualmente. É fácil lembrar com carinho as coisas que iniciam uma franquia. É difícil manter uma franquia vigorosa e relevante”, disse.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apesar do tempo passado, Cameron disse acreditar que ainda é possível contar uma boa história sobre esse universo. “Eu não controlo a franquia desde o segundo filme, em 1991. Se passaram o quê? 26 anos? Eu acho que ainda é possível contar uma grande história de Exterminador atualmente, e sendo relevante. Nós vivemos em uma era digital e Exterminador é sobre nosso relacionamento com nossa própria tecnologia e como a nossa tecnologia pode refletir de volta para nós – e no filme, literalmente, em uma forma humana, que é um inimigo e uma ameaça. Mas também nesses filmes, nos dois que eu fiz, é sobre como nos desumanizamos. Numa época em que as pessoas estão sendo absorvidas por seu mundo virtual-social, quero dizer, basta olhar ao redor. Eu sempre digo: se Exterminador foi sobre a guerra entre os seres humanos e as máquinas, olhe em volta de qualquer restaurante ou salão do aeroporto e me diga que as máquinas não ganharam quando cada humano que você vê é escravizado ao seu dispositivo. Então se me perguntam se poderia fazer um filme Exterminador relevante agora, eu digo que sim”.

Cameron dirigiu O Exterminador do Futuro e O Exterminador do Futuro 2, o que alavancou a sua carreira e o tornou um dos grandes nomes do gênero ficção científica.

O Exterminador do Futuro: Gênesis foi o último título da franquia. Lançado em 2015, foi um fracasso de crítica e fez moderados US$ 440,6 milhões pelo mundo, valor não suficiente para gerar uma continuação.

Antes mesmo da estreia do filme, a Paramount já havia agendado a sequência para 19 de maio de 2017, mas optou por engavetar a produção e estrear a versão cinematográfica de Baywatch (SOS Malibu) no lugar.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio