Rogue One | Apenas 17% dos diálogos do filme são falados por mulheres

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os filmes mais recentes de Star Wars, O Despertar da Força e Rogue One, fizeram um enorme sucesso. O segundo, inclusive, foi o longa que mais arrecadou em 2016 nos EUA. Uma característica em comum dos dois, além de fazerem parte do mesmo universo, é que ambos são protagonizados por mulheres.

Jyn Erso em Rogue One: Uma História Star Wars (Felicity Jones) e Rey (Daisy Ridley) em Star Wars: O Despertar da Força lideram um elenco composto em sua grande maioria por homens. Porém, um estudo feito nos EUA mostra que, apesar do protagonismo, as mulheres ainda tem pouco espaço em cena comparado com os homens.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Amber Thomas, cientista e blogueira da revista Europe Newseek, descobriu que apenas 27% dos diálogos em blockbusters que estrearam em 2016 são de mulheres. Uma diferença ainda muito grande em comparação aos homens. Apesar de Rogue One ser conhecido como um grande filme que celebra o empoderamento feminino, apenas 9% de seus personagens são femininos, incluindo a protagonista.

“Eu fui ao cinema esperando assistir homens e mulheres lutando lado a lado. Eu saí de lá com a certeza de que poderia contar as personagens mulheres que vi com os dedos de uma mão. Enquanto Jyn era a protagonista, eu estava muito ciente de que ela era a única mulher em muitas cenas”, explicou Amber.

Ainda segundo ela, filmes como Zootopia, Capitão América: Guerra Civil, Deadpool, Batman Vs Superman – A Origem da Justiça, Esquadrão Suicida e Animais Fantásticos e Onde Habitam também contém uma grande diferença no número de diálogos entre homens e mulheres. Algo que ainda deve demorar para mudar em Hollywood.

Mundialmente, Rogue One: Uma História Star Wars já tem US$ 987 milhões e deve ultrapassar US$ 1 bilhão em breve.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio