Harry Potter | J.K. Rowling responde fãs que ameaçam queimar livros e filmes do bruxo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

J.K. Rowling continua com a língua afiada. Depois de responder a um fã que a chamou de “péssima escritora” (leia aqui), a criadora de Harry Potter agora reagiu a fãs que ameaçaram queimar livros e DVDs de filmes do bruxo por conta dos seus comentários anti-Donald Trump.

“Bem, a fumaça dos DVDs pode ser tóxica e eu ainda tenho o seu dinheiro, mas de qualquer forma posso emprestar meu isqueiro”, escreveu Rowling.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Outro seguidor, mais radical, alegou ser fã da saga há 17 anos, mas disse que queimou todos os seus livros de Harry Potter porque, segundo ele: “Você [J.K. Rowling] me envergonha, me enoja, e eu nunca mais vou ler seu trabalho de novo”.

“Acho que é verdade o que dizem: você pode levar uma garota a ler livros sobre a ascensão e queda de um autocrata, mas você ainda não pode fazê-la pensar”, rebateu a autora.

Esta não é a primeira vez que livros de Harry Potter são queimados em forma de protesto. Em 2001, grupos cristãos organizaram um grande evento para vandalizar as páginas, porque consideravam as obras “satânicas”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio