Hugh Jackman diz que continuaria como Wolverine se ele estivesse no universo de filmes da Marvel

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Hugh Jackman revelou o que o faria desistir da ideia de aposentar Wolverine – o vindouro Logan é o último filme do ator como o mutante.

Em entrevista ao Screen Rant, o ator disse que se o personagem fosse inserido no universo cinematográfico da Marvel, ele iria considerar a possibilidade de continuá-lo interpretando:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Se isso estivesse em pauta quando tomei minha decisão, certamente me teria feito pensar. Com certeza. Porque sempre adorei a ideia do Wolverine dentro dessa dinâmica, com o Hulk obviamente, e com o Homem de Ferro”, admitiu.

A HQ “O Velho Logan”, que serviu de base para o novo filme do mutante, tem elementos da Marvel que a Fox não pode usar, como os filhos de Hulk. Sem essa “barreira”, Hugh Jackman reconhece que a ideia de encarnar Wolverine por mais alguns anos seria atraente.

“Honestamente, se eu estivesse lá [no universo de filmes da Marvel], provavelmente não teria dito que esse é meu último filme. Mas agora parece que este é o momento certo [para deixar o personagem]”, finalizou.

Logan é “uma carta de amor aos fãs de Wolverine”, afirma Hugh Jackman

Logan mostrará o mutante e o Professor Charles Xavier tentando lidar com a perda dos X-Men enquanto tentam impedir uma corporação liderada por Nathaniel Essex de destruir o mundo. As habilidades mutantes de Logan estão cansadas e o Alzheimer do Professor Xavier está fazendo-o esquecer dos X-Men, e Logan acaba se aliando à Laura Kinner, clone feminino de Wolverine, para encontrar Nathaniel.

“Estamos preocupados com o tom sombrio do filme”, admite presidente da Fox

Boyd Holbrook (Narcos) faz o vilão principal, e Richard E. Grant, Eriq Lasalle e Elise Neal completam o elenco de Logan, que será proibido para menores de 18.

Dirigido por James Mangold (Wolverine – Imortal), Logan chegará aos cinemas brasileiros em 2 de março.

Crítica | Logan

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio