Homem-Aranha | Sony se arrepende de ter vendido direitos do herói para a Marvel

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Sony admitiu ter cometido um erro em relação à franquia O Espetacular Homem-Aranha; mas o erro foi uma decisão financeira e não criativa.

Em entrevista ao The Wall Street Journal, o diretor financeiro Kenichiro Yoshida disse que a companhia não deveria ter vendido os direitos de merchandising do Homem-Aranha para a Marvel em 2011:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Vendemos alguns ativos do estúdio, como direitos de merchandising do Homem-Aranha, para levantar dinheiro a curto prazo em troca de fluxo de caixa a longo prazo quando as unidades de eletrônicos estavam lutando para se estabilizar no mercado”, justifica o CFO.

Hoje, se a empresa ainda detivesse o licenciamento do Cabeça de Teia, poderia ter se beneficiado muito mais por conta do acordo fechado com o Marvel Studios para usar o Homem-Aranha em seus filmes – e com isso, tirar proveito de parte dos lucros das vendas dos brinquedos de Capitão América: Guerra Civil e do vindouro Homem-Aranha: De Volta ao Lar. A Sony, no entanto, continua com os direitos de distribuição dos filmes do personagem.

Atualmente, a Sony sofre com um rombo de quase 1 bilhão de dólares no seu segmento de filmes – leia mais.

Estrelado por Tom Holland e dirigido por Jon Watts, Homem-Aranha: De Volta ao Lar é o próximo filme solo do herói e estreia em 6 de julho no Brasil.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio