A Bela e a Fera | Disney vai retirar filme dos cinemas da Malásia

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Disney não pretende mais lançar A Bela e a Fera nos cinemas da Malásia. Em entrevista ao jornal local The Star, um representante do estúdio afirmou:

“A data de lançamento do filme foi adiada e estamos revisando internamente uma nova data”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Embora o motivo oficial não tenha sido divulgado, especula-se que a “avaliação interna” seja por conta da sexualidade de um dos coadjuvantes, LeFou (Josh Gad), o primeiro personagem abertamente gay da Disney. Por conta do personagem, a versão com atores de A Bela e a Fera receberá classificação indicativa de 16 anos na Rússia, que tem uma rígida lei contra “propaganda homossexual” para crianças – o governo considera que o longa até faz esse tipo de “propaganda”, mas não quebra totalmente a lei a ponto de ser banido do país.

Uma rede de cinemas da Malásia já está oferecendo reembolso aos clientes que compraram antecipadamente ingressos para A Bela e a Fera.

Recentemente, Josh Gad comentou em entrevista à People a controvérsia sobre seu personagem, pedindo para “não julgarem um livro pela capa” – leia aqui.

Na versão live-action de A Bela e a Fera, além de Emma Watson como Bela, completa o elenco: Dan Stevens (como Fera), Ewan McGregor, Luke Evans, Ian McKellen, Emma Thompson, Josh Gad, Stanley Tucci e Kevin Kline. Stephen Chbosky (As Vantagens de Ser Invisível) escreve o filme, dirigido por Bill Condon (Dreamgirls).

A Bela e a Fera chegará ao Brasil no dia 16 de março.

Emma Watson explica que sua Bela “não tem mais Síndrome de Estocolmo”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio