Círculo de Fogo 2 | Guillermo Del Toro explica motivo por não dirigir o filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Guillermo Del Toro teve participação decisiva na criação do primeiro filme da série Círculo de Fogo. Além de dirigir o filme, Del Toro também ajudou o roteirista Travis Beacham na criação do universo futurista de lutas de robôs. Mas acabou passando a direção do segundo longa para Steven S. DeKnight.

Em entrevista à Collider, o diretor explicou o motivo de ficar apenas na produção do Círculo de Fogo 2. “O tempo começou a me sugar. Eu tinha esse pequeno filme que queria fazer – The Shape of Water – muito, e muito. E chegou a uma altura que tive que escolher entre Liga da Justiça e Círculo de Fogo”, iniciou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A decisão feita pelo diretor foi ficar com Círculo de Fogo, mas a venda da produtora dona dos direitos do filme, Legendary, para um grupo chinês adiou a gravação do filme e as prioridades de Del Toro também mudaram. “Eles disseram: ‘Nós temos que esperar nove meses’ e eu disse: ‘Não estou esperando nove meses, estou filmando um filme’. Aí eu fui e filmei (The Shape of Water) e escolhi Steven DeKnight”.

A trama se passará anos depois do longa original, situada em um mundo livre dos monstros japoneses. Não foram divulgados mais detalhes sobre a trama, que ainda pretende explorar o mundo dos kaijus.

Rinko Kikuchi, Charlie Day e Karl Urban vão reprisar seus personagens. John Boyega, que interpretará o filho do personagem de Idris Elba no original, é o novo protagonista e terá a companhia de Scott Eastwood, Cailee Spaeny, Jing Tian e Levi Meaden no elenco de novatos.

Pacific Rim: Uprising foi escrito por Derek Connolly (Jurassic World, Star Wars: Episódio 9). A direção está a cargo de Steven S. DeKnight (Demolidor).

Círculo de Fogo 2 tem lançamento marcado para 23 de fevereiro de 2018.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio