Diretor de Z: A Cidade Perdida fala sobre dificuldade de fazer filme após sucesso da Marvel

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Marvel ganhou um grande espaço das salas de cinema com seus constantes sucesso de super-heróis. Mas nem todos os diretores estão satisfeitos com a mudança que o mercado cinematográfico sofreu nos últimos anos. Em entrevista à Vulture, James Gray, que dirige Z: A Cidade Perdida, reclamou do momento para o cinema independente.

“Se o público só consegue ver Marvel, então eles só querem Marvel, e então se eles querem apenas Marvel, só Marvel é feita. Nem sequer tenho um problema com a Marvel. O problema não é as especificidades de cada filme, o problema é que é o único filme que você pode ver agora em um multiplex. Você está olhando para o início da agonia de uma forma de arte”, lamentou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Gray garante que ainda não conseguiu sua estabilidade financeira com o cinema. “Eu fiz exatamente os filmes que eu queria fazer, e isso é um belo presente, então eu não estou reclamando a respeito disso. Mas eu luto. Eu tenho dificuldade em pagar minhas contas. Tenho 47 anos e vivo em um apartamento, não consigo comprar uma casa”.

Para o diretor, quem não está em filmes da Marvel precisa lutar por um lugar ao sol. “Este é o sistema econômico em poucas palavras, certo? Cinco diretores fazem Marvel, e então há o resto de nós que está tentando procurando migalhas em torno para encontrar dinheiro para fazer filmes”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio