O novo filme de Jason Statham, Meg, não será apenas a história de um homem lutando contra tubarões.

O astro de Velozes e Furiosos 8 e da franquia Os Mercenários explicou, em entrevista ao Entertainment Weekly, que seu filme é uma espécie de crossover entre o clássico Tubarão de 1975 e a franquia Jurassic Park.

O ator também explicou que o nome Meg vem de Megalodon, uma espécie de tubarão extinto há milhares de anos.


“As coisas estão indo muito bem, pelo menos aparentemente”, disse Statham. “Vamos esperar para ver”.

Baseada no livro best-seller do The New York Times “MEG: A Novel of Deep Terror”, de 1997, a trama acompanhará Jonas Taylor, o único sobrevivente de um mergulho nas profundezas do oceano e um encontro com Meg, apelido carinhoso para a espécie de tubarão fictícia Carcharodon megalodon, um tubarão gigante da época pré-histórica que poderia destruir um tiranossauro em poucos segundos.

Depois de anos descreditado como um maluco sofrendo de estresse pós-traumático, Jonas volta às águas profundas quando um amigo entra em apuros e precisa de sua ajuda. Statham interpretará o anti-herói que enfrenta o tubarão gigante.

Meg será dirigido por Jon Turteltaub, da franquia A Lenda do Tesouro Perdido, e tem roteiro de James Vanderbilt, de O Espetacular Homem-Aranha e Zodíaco.

O livro original, de 1997, tem três sequências já publicadas, e o autor trabalha em uma quarta.