“Super-heróis são como figuras religiosas”, diz diretora de Mulher-Maravilha

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde 1998, quase 60 filmes de heróis foram lançados, isso apenas contando com DC e Marvel. Com o tempo as suas bilheterias mostraram-se cada vez mais grandiosas, tendo inclusive algumas obras incluídas nos maiores rendimentos do mundo.

E de acordo com Patty Jenkins, diretora de Mulher-Maravilha, isso não será apenas uma febre passageira.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“A diversidade dos filmes de heróis me fascina, e acho que eles são muito maiores do que parecem. Eu acredito que eles façam parte de uma narrativa universal, e as suas jornadas e símbolos são muito parecidos com as mitologias e com as figuras religiosas. Para mim eles são como as lendas gregas, romanas, ou até mesmo como figuras religiosas de qualquer religião. São personagens comuns que nós usamos para contar histórias sobre como ser uma pessoa melhor”, declarou ela ao WonderCon na Califórnia.

Mulher-Maravilha chega aos cinemas no dia 1º de junho no Brasil, com direção de Patty Jenkins. O roteiro foi escrito por Geoff Johns, e Allan Heinberg, baseado em argumento de Zack Snyder.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio