David Lynch diz que trailers de filmes são prejudiciais e fazem mal ao cinema

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Poucos cinéfilos negariam que David Lynch é um dos diretores mais aclamados das últimas décadas. Seu impactante e enigmático longa Cidade Dos Sonhos, de 2001, chegou a ser eleito o melhor filme do século 21 por um time de críticos de cinema de todo o mundo.

Em entrevista para a revista Rolling Stone, Lynch disse que não gosta dos trailers de filmes e que eles são prejudiciais.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Hoje em dia, trailers de filmes contam praticamente a história inteira do filme. Eu acho que eles são realmente prejudiciais. Pessoalmente, eu não gosto de saber de nada sobre o filme antes de entrar na sala de cinema. Eu gosto de descobrir, de entrar naquele mundo, tentar captar da melhor maneira imagens e sons, sem interrupções, assim você pode ter uma experiência. Qualquer coisa que putrefaça isso não é boa”, disse ele.

O cineasta, que foi ovacionado na última quinta-feira em Cannes após exibição do novo Twin Peaks, não dirige um filme desde Império dos Sonhos, lançado em 2006.

Recentemente, em entrevista à Sydney Morning Herald, o diretor declarou que não faria mais nenhum filme. Ao menos, foi assim nas transcrições divulgadas.

Mas agora, durante o Festival de Cannes, Lynch negou que pretende abandonar os filmes. “Minhas observações (na entrevista ao Sydney Morning Herald) foram tiradas de contexto. Eu não disse que iria abandonar o cinema. Disse apenas que ninguém sabe o que o futuro reserva”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio