O ganhador do Oscar Michael Moore está de volta com mais um polêmico documentário. Desta vez o filme se chamará Fahrenheit 11/9 e, segundo o cineasta, a ideia é acabar com a presidência de Donald Trump com o novo projeto. O anuncio do novo trabalho do diretor foi feito por Bob e Harvey Weinstein nesta terça-feira (16), por meio do Fellowship Adventure Group.

“A filmagem foi feita sob um estrito manto de sigilo e espera-se que seja fundamental para dissolver o escudo de teflon do Trump e, por sua vez, sua presidência”, diz parte do comunicado assinado por Moore. “Não importa o que se atirou nele, não funcionou. Não importa o que foi revelado, ele permanece de pé. Fatos, realidade, cérebros não podem derrotá-lo. Mesmo quando ele comete um erro a si próprio, ele se levanta na manhã seguinte e continua indo e tweetando. Isso tudo termina com esse filme”.

Fahrenheit 11/9 faz referência à data que oficializou Trump como presidente dos Estados Unidos: 9 de outubro. E ainda faz um trocadilho com Fahrenheit 9/11, documentário de Moore que investigou a resposta da administração de George W. Bush aos ataques terroristas de 11 de setembro.