Bilheteria EUA | Mulher-Maravilha finalmente sai da liderança e perde para Carros 3

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Conforme as previsões já apontavam anteriormente, A Múmia não foi páreo para desbancar Mulher-Maravilha do topo das bilheterias nos Estados Unidos.

Mas um candidato inesperado atingiu a liderança: Carros 3.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A retomada da já famosa franquia Carros impressionou o público e a crítica e e rendeu ótimos US$ 52 milhões na América do Norte, com boas perspectivas de lançamento.

O elogiado filme de Patty Jenkis sobre a super-heroína da DC faturou U$40 milhões neste fim de semana, garantindo dessa vez um ótimo segundo lugar considerando suas duas semanas nos cinemas. O filme já faturou US$ 500 milhões ao redor do mundo e US$ 280 só na América do Norte.

Vale registrar que, nos Estados Unidos, Mulher-Maravilha faturou mais em seu terceiro fim de semana em cartaz do que Esquadrão Suicida e Batman vs Superman, embora ambos tenham tido estreias melhores.

A espécie de biografia do rapper Tupac Shakur, All Eyez on Me teve uma estreia abaixo do esperado e recebeu algumas duras críticas a respeito de seu conteúdo, tendo sido inclusive boicotado por algumas familiares do artista. O longa rendeu, ainda assim, razoáveis US$ 27 milhões na bilheteria doméstica.

A Múmia minguou todas as expectativas do estúdio que envolvem um investimento tão elevado, protagonizado por Tom Cruise. As amargas previsões dos últimos dias se confirmaram e o longa arrecadou míseros US$ 13 milhões em sua segunda semana nos cinemas americanos. A baixa arrecadação no país, contudo, pode ser compensada pelo desempenho internacional do filme, que rendeu quase US$150 milhões.

De qualquer forma, o resultado muito abaixo do esperado para A Múmia se torna mais significativo quando se leva em conta que o longa tem sido vendido como o lançamento do novo universo expandido da Universal, o Dark Universe, que vai produzir novas versões de monstros clássicos.

O estúdio tem empregado maciço investimento em marketing na divulgação do Dark Universe, que promete trazer ainda reboots de Frankeinstein, O Homem Invisível e O Lobisomem, entre outros. Provavelmente, a iniciativa foi inspirada, em especial, pelo universo cinematográfico compartilhado da Marvel, que tem rendido cifras astronômicas.

A última posição nos Estados Unidos a comédia audaciosa, A Noite É Delas, protagonizada por Scarlett Johansson e contando com um teor bastante adulto, fazendo uma espécie de comédia ao estilo festança protagonizado apenas por mulheres. O filme rendeu US$ 11 milhões nos cinemas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio