Feito Na América | Tom Cruise segue rotina de cenas de ação sem dublê no filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Tom Cruise é conhecido por fazer suas próprias cenas de ação, até mesmo em filme como Missão Impossível, quando envolvem diversos tipos de perigos na gravação. E em seu próximo longa Feito Na América o ator segue com a rotina de filmar sem usar dublês.

No caso deste novo filme o diretor Doug Liman revelou ao Yahoo Movies uma cena que lhe deixou perplexo com a habilidade do ator. Nela, Cruise está pilotando um avião sozinho enquanto precisa deixar o cockpit para jogar fardos de cocaína para fora do avião.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu estou voando ao lado dele em uma filmagem de helicóptero, e isso causou uma grande impressão para mim – não há ninguém no cockpit do avião! Tom foi para a parte de trás da aeronave, e ele está sozinho nesse avião. É uma coisa ter Tom Cruise sozinho no avião voando – isso já é ultrajante – agora ele está sozinho e ele nem está no cockpit, então ele foi além”, afirmou, indignado.

O polêmico filme tem problemas desde o início das filmagens. Atualmente os produtores enfrentam um processo da família de uma das vítimas de um acidente de avião durante as filmagens na Colômbia.

A família de Carlos Berl processa a equipe do filme após um avião cair poucos minutos depois de decolar durante as filmagens. O veículo voava de uma selva próxima para Medellín, na Colômbia.

Carlos Berl, um piloto ainda em treinamento, foi colocado na posição de co-piloto do avião após um problema no set. Segundo o advogado da família, o rapaz não tinha experiência para voar pelo terreno complicado entre a selva e Medellín, e por isso o acidente foi diretamente causado pela irresponsabilidade do estúdio.

O acidente aconteceu dia 11 de setembro de 2015.

Filme é adiado em nove meses após acidente

O drama de ação, que reúne o astro com o diretor Doug Liman (No Limite do Amanhã), foi rodado na Colômbia e gira em torno de Barry Seal (Cruise), piloto que traficava drogas e armas para a CIA e liderava o cartel de Medellín ao mesmo tempo.

O título anterior do filme, Mena, se referia ao nome da cidade homônima de Arkansas (EUA), local em que várias atividades ilegais aconteciam nos anos 1980.

Tom Cruise e Doug Liman já acertaram sua terceira parceria no cinema, a ficção científica Luna Park.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio