Han Solo | Sindicato dos Diretores pode permitir que Phil Lord e Chris Miller editem o filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O filme que conta a origem do famoso personagem da franquia Star Wars, Han Solo, ganhou mais um capítulo das polêmicas envolvendo a produção. Depois de constantes brigas no set e de sofrer um baque quando os diretores Phil Lord e Christopher Miller foram demitidos, surge a informação de que uma brecha nas regras do Sindicato de Diretores pode dar aos dois o direito editar sua versão do filme.

De acordo com o The Wrap, a regra se aplica caso o filme em questão tenha pelo menos 90% de suas filmagens finalizadas, o que se aplica neste caso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Um diretor que é substituído depois de dirigir mais de 90%, mas menos de 100% da fotografia principal de qualquer filme, deve ser o diretor do filme com todos os direitos criativos de pós-produção”.

O site ainda lembre que mesmo que a regra seja aplicada, o estúdio não é obrigado a lançar o filme comercialmente, muito menos distribuí-lo.

Segundo o site Making Star Wars, o grande responsável pela demissão dos diretores pode ter sido o ator Alden Ehrenreich, que começou a criticar o trabalho dos diretores.

“Alden começou a ficar preocupado com que o senso de comédia dos diretores fosse interferir diretamente no resultado e no que o personagem do Han Solo realmente é. Mesmo que esse Han fosse uma versão mais nova e mais emocional do clássico, ele disse que estava começando a ser comparado com Jim Carrey em Ace Ventura algumas vezes e que a situação estava saindo do controle. Ele então falou com Kathleen e o resto aconteceu”, diz uma fonte interna do site

Ron Howard, o novo diretor, foi responsável por comandar toda a saga Código Da Vinci e também filmes como Coccoon.
O filme sobre a origem de Han Solo chegará aos cinemas em 25 de maio de 2018.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio