Joel Edgerton vai dirigir filme sobre jovem que foi forçado a passar por cura gay

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator australiano Joel Edgerton tem se destacado cada vez mais nos últimos anos. Teve performances elogiadas nos filmes Guerreiro (2011) e O Presente (2015), que ele também escreveu e dirigiu, além de sua atuação em Loving (2016), filme que foi indicado ao Oscar de melhor atriz (Ruth Negga) e à Palma de Ouro em Cannes.

Muitos não devem se lembrar, contudo, que ele integrou o elenco de Star Wars nos prelúdios Ataque dos Clones (2002) e A Vingança dos Sith (2005). Seu personagem foi uma versão jovem do Tio Owen. Ele aparece bem pouco, mas ainda assim Edgerton é parte do universo Star Wars.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Agora o ator vai voltar a cadeira de diretor para dirigir Erased Boy, filme adaptado da biografia de Gerrard Conley, que assumiu ser homossexual aos 19 anos e foi forçado por seu pai a passar por um procedimento que buscava a cura gay.

Segundo o site Deadline, Russell Crowe e Nicole Kidman também estariam em negociações para assumir os papéis dos pais de Conley. Ainda não há data de estreia nem mais informações sobre o filme.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio