Okja | Filme é boicotado pelos cinemas da Coréia do Sul

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O filme Okja, da Netflix, parece ter sido boicotado pelos principais expositores da Coréia do Sul. Segundo o Deadline, as três maiores redes de cinemas do país, CJ CGV, Lotte Cinema e Megabox, não vão exibir o filme em suas salas.

A CGV, maior expositor no país, disse que não exibirá o filme, pois isso prejudicaria a “ordem de distribuição” na indústria cinematográfica. A CGV propôs que um filme produzido pela Netflix, deve seguir um período de espera de três semanas, permitindo que os cinemas locais preservem o ecossistema.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Já a Lotte Cinema, a segunda maior cadeia de cinema da Coréia do Sul, disse que só exibiria o filme se a Netflix não lançasse simultaneamente em sua plataforma.

Enquanto isso, a Megabox, o terceiro maior grupo de cinemas do país, disse que é contra a exibição simultânea de um filme.

Essa é apenas mais uma polêmica envolvendo a Netflix e seu filme Okja. No mês passado, durante o Festival de Cannes, os expositores franceses reclamaram com a organização do Festival por selecionarem o filme para competir pelo cobiçado prêmio.

No filme, Jake Gyllenhaal (O Abutre, Evereste) fará um zoólogo e Paul Dano (The Beach Boys: Uma História de Sucesso) será um ativista dos direitos animais. Tilda Swinton, Devon Bostick (The 100), Lily Collins (Os Instrumentos Mortais), Byun Heebong (O Hospedeiro), Shirley Henderson (Anna Karenina), Daniel Henshall (Babadook), Yoon Je Moon (Mother – A Busca Pela Verdade), Choi Wooshik (Set Me Free), Steven Yeun (The Walking Dead) e Giancarlo Esposito (Maze Runner 2, Breaking Bad) também estão no filme.

Okja será disponibilizado globalmente pela Netflix em 28 de junho. Rodado em Seul, capital da Coreia do Sul, o longa é falado em inglês e coreano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio