Muitos em Hollywood acreditam que The Man Who Killed Dom Quixote é um projeto amaldiçoado. Após vários atrasos e uma produção que durou 17 anos, o filme finalmente teve suas filmagens concluídas.

“Depois de 17 anos, terminamos de filmar The Man Who Killed Don Quixote”, escreveu o cineasta Terry Gilliam, de 76 anos nas redes sociais.

“Muito obrigado a toda a equipe e aos fiéis. Don Quixote está vivo!”, completou.


O diretor tenta fazer o filme desde 2002, quando uma série de catástrofes atingiu as filmagens, incluindo um infarto sofrido pelo protagonista Jean Rochefort e uma enchente no locas das filmagens que inutilizou vários aparelhos da equipe. Na época, Johnny Depp era o parceiro de cena do Quixote de Rochefort.

Na nova versão, que conta com um orçamento significantemente reduzido, Adam Driver, o próprio Kylo Ren de Star Wars: O Despertar da Força, assume o papel que era de Depp, enquanto o britânico John Hurt (Alien) deveria interpretar Quixote – o ator deixou a produção após ser diagnosticado com câncer.