O diretor Andrés Muschietti conversou com o Bloody Disgusting sobre sua versão de It: A Coisa, obra-prima de Stephen King, que foi recentemente classificada como proibida para menores nos EUA.

“Estou muito feliz com essa classificação, porque assim podemos abordar temas muito adultos. Cada uma das crianças no filme tem que lidar com uma situação que está muito além da sua idade. É claro que o caso de Beverly é o pior, porque é sobre abuso infantil, mas todos eles se sentes invisíveis”, comentou.

“Bill é ignorado por seus pais, que não superam a morte de seu irmão. Ben sofre bullying na escola. Richie é o palhaço do grupo porque ele precisa de atenção – atenção que seus pais não o dão. Há muitas situações difíceis no filme, e estou grato que pude abordá-las com sinceridade na tela”, concluiu.


Jaeden Lieberher (Masters of Sex), Finn Wolfhard (Stranger Things), Chosen Jacobs (Hawaii Five-0), Jeremy Ray Taylor (Alvin e os Esquilos: Na Estrada), Wyatt Oleff (Guardiões da Galáxia), Jack Dylan Grazer (Scales) e Sophia Lillis (37) formam o “Clube dos Perdedores”. Bill Skarsgard (Hemlock Grove) interpreta o palhaço Pennywise.

It: A Coisa tem direção de Andrés Muschietti (Mama), que assumiu o cargo no lugar de Cary Fukunaga (Beasts of No Nation) e reescreveu o roteiro original, dividindo a história em dois filmes.

A primeira parte tem estreia prevista para 8 de setembro deste ano.